Prisão de assassino de ator é divulgada e depois desmentida

28/10/2020


Paulo Cupertino continua sendo procurado pela polícia paulista



O Comando da Polícia Militar do Paraná (PMPR) negou ter feito comunicado com qualquer órgão ou instituição sobre a suposta prisão de Paulo Cupertino, acusado de ter matado o ator Rafael Miguel e os pais dele em 2019, em São Paulo. Ontem o delegado-geral de Polícia de São Paulo, Ruy Ferraz Fontes, chegou a confirmar que Cupertino havia sido preso, mas momentos depois afirmou que a PMPR tinha se confundido e que o acusado não estava detido.


Por meio de nota, a PMPR reafirmou que Paulo Cupertino não foi preso por policiais militares e que não existiu nenhum comunicado oficial sobre a suposta prisão. Além disso, a PM do Paraná disse ainda que houve um "equívoco por parte da autoridade policial de São Paulo ao efetuar tais informações". Ainda de acordo com a PMPR, não houve confusão por parte da instituição, já que a PMPR não divulgou nenhuma informação a respeito do caso.

Últimas Notícias