Nike teria rompido com Neymar após acusação de assédio sexual por funcionária

28/05/2021


O suposto caso de assédio sexual foi revelada pelo jornal norte-americano Wall Street Journal



O atacante Neymar é alvo de uma acusação de suposto assédio sexual. Segundo reportagem desta quinta-feira, dia 27, do jornal norte-americano Wall Street Journal, a denúncia foi feita por uma funcionária da Nike e teria, inclusive, motivado o fim do vínculo entre o jogador e a empresa.


A reportagem veiculou que a funcionária relatou a colegas que, em 2016, Neymar tentou forçá-la a fazer sexo oral em um hotel em Nova York, quando ela colaborava na parte de logística em evento com o jogador.


Ela denunciou o suposto caso à empresa em 2018. Ao jornal, a conselheira geral da companhia de materiais esportivos, Hilary Krane, explicou que o contrato com Neymar foi encerrado porque ele não colaborou com as investigações.


O periódico também entrou em contato com o porta-voz do atacante, que negou o caso. “Neymar Jr. se defenderá vigorosamente contra esses ataques infundados caso alguma reclamação seja apresentada, o que não aconteceu até agora”, declarou.


Siga nossa página no Facebook: https://www.facebook.com/jornale.curitiba/


Fale com o Jornale, acesse: https://www.jornale.com.br/contato


Últimas Notícias