top of page

48,4% discordam de decisão que deixou Bolsonaro inelegível, aponta Paraná Pesquisas

14/02/2024


bolsonaro

48,4% dos brasileiros discordam da decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que declarou a inelegibilidade do ex-presidente Jair Bolsonaro por oito anos, contados a partir das Eleições 2022.


Isso é o que mostra o levantamento realizado com 2026 eleitores em 164 municípios brasileiros pelo Instituto Paraná Pesquisas, entre os dias 24 e 28 de janeiro de 2024.


Quando perguntados "O ex-Presidente Jair Bolsonaro se tornou inelegível, ou seja, não poderá se candidatar a nenhum cargo político pelo período de 8 anos a contar das eleições de 2022. O(A) Sr(a) concorda ou discorda com essa decisão?", 44,7% dos entrevistados disseram que concordam. 48,4% respoderam que discordam e 6,9% não sabem ou não opinaram.


Dos que discordam a maioria são homens (55,7%), de 35 a 44 anos (53,8%), com ensino médio (51,5%), população economicamente ativa (52,5%), de religião evangélica (58,3%) e residentes no Sul (59%).


Dos que concordam a maioria são mulheres (50,2%), de 60 anos ou mais (49,1%), com ensino fundamental (48,1%), não economicamente ativa (50,6%), de outras religiões ou sem (49,1%) e residentes no Nordeste (51,4%).


A margem estimada de erro dessa pesquisa é de aproximadamente 2,2 pontos percentuais para os resultados gerais.


Nas análises das questões por localidade, o grau de confiança atinge 95,0% para uma margem de erro de 3,4 pontos percentuais para o estrato da Região Sudeste, onde foram realizadas 867 entrevistas, 4,3 pontos percentuais para o estrato da Região Nordeste, onde foram realizadas 551 entrevistas, 5,6 pontos percentuais para o estrato da Região Norte + Centro-Oeste onde foram realizadas 315 entrevistas e 5,8 pontos percentuais para o estrato da Região Sul, onde foram realizadas 293 entrevistas.


A Paraná Pesquisas encontra-se registrada no Conselho Regional de Estatística da 1ª, 2ª, 3ª, 4ª, 5ª, 6ª e 7ª Região sob o nº 3122/22.


Foto: Valter Campanato/Agência Brasil


Comments

Couldn’t Load Comments
It looks like there was a technical problem. Try reconnecting or refreshing the page.

Últimas Notícias

bottom of page