top of page

Acusado de mega-assalto em Guarapuava é morto em confronto com a polícia de SP

08/07/2024


Guilherme Costa Ambrozio trocou tiros com policiais civis que foram cumprir mandado de prisão contra ele



Guilherme Costa Ambrozio, de 41 anos, acusado de ter envolvimento na tentativa de mega-assalto a uma empresa de transporte de valores de Guarapuava (FOTO), na região Central do Paraná, morreu após entrar em um confronto armado com agentes da Polícia Civil de São Paulo na última sexta-feira (5).


A troca de tiros entre os policiais e o suspeito ocorreu durante o cumprimento de um mandado de prisão contra ele. Natural do Rio Grande do Sul, Guilherme também é suspeito de assaltar um carro-forte no Aeroporto de Caxias do Sul no último dia 19. Ele e seus comparsas tentaram roubar cerca de R$ 30 milhões que foram transportados por uma aeronave de pequeno porte de Curitiba a Caxias do Sul.


De acordo com a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo, o homem morreu em casa, no bairro Jabaquara, onde armamentos de grosso calibre foram localizados, além de uniformes falsos da Polícia Federal.


Ele estava sendo procurado pela Justiça do Paraná desde que foi condenado a mais de 71 anos de prisão, em 2023, por envolvimento na tentativa de mega-assalto ocorrida em Guarapuava. Ao todo, sete pessoas foram condenadas pelo crime. Durante o episódio, uma sede da Polícia Militar do Paraná (PMPR) foi atacada e um policial morreu.


Guilherme foi um dos maiores articuladores de roubos a veículos de transporte de valores e atuou em diversos Estados. Além disso, já havia participado de assaltos a bancos.


Em 2017, ele foi preso sob a suspeita de assaltar um carro-forte em um trecho da BR-277. A captura aconteceu após ele bater uma BMW no Contorno Leste e abandonar R$ 228,7 mil no carro.

Comments


Últimas Notícias

bottom of page