Moradores de quatro bairros aprendem como evitar enchentes

Em visitas às casas, técnicos ambientais orientam sobre as características das áreas próximas a rios e os cuidados que os moradores devem ter

Divulgação

Em tempos das fortes chuvas de verão, todo o cuidado é pouco para evitar as enchentes. Em Curitiba, além de obras de drenagem e contenção de cheias, ações de limpeza de rios e de Educação Ambiental ajudam a minimizar os problemas.


Desde novembro do ano passado, a população dos bairros Fanny, Lindóia, Vila Guaíra e Parolin, por exemplo, vem recebendo a visita de técnicos ambientais, que falam sobre as características de relevo da sub-bacia do Rio Pinheirinho, do curso dos rios, da importância da permeabilidade do solo e da destinação correta do lixo.


“Nosso objetivo é que os moradores saibam como podem agir para minimizar riscos de enchente, como não deixar que o lixo vá parar nos rios e bueiros, conservar a mata ciliar, entre outras medidas”, explica a gerente de Educação Ambiental da Secretaria do Meio Ambiente, Leila Maria Zem.


Orgulhosa e consciente, a agente de saúde aposentada Luzia da Silva Patyk é moradora da região. Além de manter seu quintal sempre verde e com flores, ela conta que usa os serviços da Prefeitura para recolhimento de entulhos.


“Cada um tem que fazer a sua parte. Por isso é tão importante esse trabalho porta-a-porta na comunidade”, disse Luzia.


Ela demonstrou interesse em receber novas visitas e participar de capacitações específicas para ajudar a mobilizar os vizinhos.


Recursos

Nas conversas, os moradores recebem materiais informativos que abordam aspectos da bacia hidrográfica do Rio Belém – a qual pertence a do Rio Pinheirinho.


Há informações também sobre o histórico de ocupação urbana e das chuvas na área; orientações sobre como manter um ambiente mais resiliente; e de emergência, em casos de enchente. Há uma versão do material voltada, especialmente, para as crianças.


“As equipes promovem também, em pontos de grande circulação de pessoas, plantões técnicos com banners e uma maquete da bacia hidrográfica”, completa a gerente de Educação Ambiental.


O material está disponível também no site da Prefeitura de Curitiba.


Obras

As ações nestes locais fazem parte do projeto Águas do Pinheirinho e acontecem em paralelo com as obras da Secretaria de Obras Públicas que atua, desde 2017, na sub-bacia do Rio Pinheirinho, composta pelos rios Vila Guaíra, Curtume, Henry Ford, Santa Bernardethe e Pinheirinho.


O trabalho de macrodrenagem consiste na implantação de muros para conter as margens e caixas de contenção. São cerca de três quilômetros com serviços que irão minimizar o risco de enchentes, fazendo com que a água dos córregos cheguem ao Rio Belém com menos potencial para inundação e estragos.


Fonte: Prefeitura de Curitiba.

28 de outubro de 2020

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

Jornale: edson@jornale.com.br

             redacao@jornale.com.br

WhatsApp: (41) 8713-4418

Correio Paranaense / Jornal do Ônibus

comercial@jornaldoonibusdecuritiba.com.br

Tel. 41 3263-2002

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest