A palavra nasce, fere, mata e a imagem complementa

O existencial ao surrealismo de Picabia e Murilo Mendes em “Janela do Caos”

Batizado com o nome de Francis-Marie Martinez de Picabia, e conhecido no meio da arte como Francis Picabia, viveu entre 1879 e 1953. Ele foi um pintor, poeta e tipógrafo francês de vanguarda.

Depois de experimentar o impressionismo e o pontilhismo, Picabia tornou-se associado ao cubismo. Suas composições planas altamente abstratas eram coloridas e ricas em contrastes. Ele foi uma das primeiras grandes figuras do movimento Dadaísta nos Estados Unidos e na França. Mais tarde, ele foi brevemente associado ao surrealismo, mas logo viraria as costas ao movimento artístico.

Estudou em sua cidade natal, Paris, na École des Beaux-Arts e na École des Arts Décoratifs. Teve uma forte influência do impressionismo e do fauvismo, em especial da obra de Picasso e Sisley.

De 1909 a 1911 esteve vinculado ao cubismo e foi membro do grupo "Puteaux", onde conheceu os irmãos Marcel Duchamp, Jacques Villon, Suzanne Duchamp e Raymond Duchamp-Villon.

Em 1913 viajou aos Estados Unidos, onde entrou em contato com o fotógrafo Alfred Stieglitz e o grupo dadaísta americano.

Em Barcelona, publicou o primeiro exemplar de sua revista dadaísta "391" (1916) contando com colaboradores como Apollinaire, Tristan Tzara, Man Ray e Arp. Após passar um período na Costa Azul com uma forte presença surrealista, regressa a Paris e cria com André Breton a revista "491". Ilustrou a obra “Janela do Caos”, que faz parte da Coleção do Cem Bibliófilos do Brasil.

“Janela do Caos”, publicado originalmente em Poesia Liberdade (1947), lançado na França já em 1947 em um volume com seis litografias de Francis Picabia e traduzido para o italiano por Giuseppe Unggaretti. “Janela do Caos” é um dos poemas imprescindíveis da poesia brasileira e em língua portuguesa do autor Murilo Mendes.

Assista a um documentário sobre Murilo Mendes abaixo:

Publicidade

Últimas Notícias

26 de Fevereiro de 2021

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

   CONTATO:

         E-mail: redacao@jornale.com.br

         CEL: (41) 9.9978-9956

Editorias

Editais Certificados

Siga Jornale

  • Pinterest
  • Tumblr Jornale