banner_300x250_V2_01_vacina_portais.gif

Boxe Mexicano, uma grande fonte de pesquisa e estudo

O Boxe é tradição no México e muito de seus pugilistas são lendas e permanecerão na história como relíquias de um esporte de força e dedicação. Voltando um pouco no passado, veja abaixo algumas das lendas que fazem parte do hall da fama do boxe. Vale a pena uma pesquisa mais aprofundada para quem gosta de ler e fundamentar a história com a contemporaneidade.

Julio Cesar Chávez

Considerado por muitos especialistas como o melhor lutador do México, Julio Cesar Chavez Gonzalez nasceu na cidade de Obregón em 1962, apelidado de "Cesar Boxing" com 115 lutas, vencendo 107, 86 delas por nocaute. Ele ganhou cinco títulos mundiais em três diferentes categorias de peso, sendo o primeiro boxeador mexicano a conseguir esse feito. Possuindo um soco excepcional, Chávez faz parte do glorioso International Boxing Hall of Fame desde 2011.

Rubén Olivares

Rubén "El Púas" Olivares nasceu em 1947 e lutou 104 lutas, vencendo 88 delas. Ele fez sua estreia profissional em 1964 com a idade de 17 anos e foi profissional durante 24 anos, aposentando-se em 1988. Considerado juntamente com Julio Cesar Chavez, como o melhor pugilista de todos os tempos do México, é um membro do International Boxing Hall of Fame desde 1991.

Carlos Zárate

Apelidado de "El cañas", Carlos Zárate Serna nasceu em 1951 e foi campeão mundial de peso galo do Conselho Mundial de Boxe (WBC). Ele estreou profissionalmente em fevereiro de 1970 e permaneceu em atividade profissional até fevereiro de 1988, acumulando um total de 70 lutas; 66 vitórias e 4 derrotas. Ele foi considerado no International Boxing Hall of Fame em 1994.

Daniel Zaragoza

Campeão mundial de boxe do WBC em 1980 e em 1988, "El Ratón" Zaragoza nasceu em 1957 e fez 66 lutas ao longo de quase duas décadas de atividade profissional. Ele obteve 55 vitórias, 28 delas por nocaute, 8 derrotas e 3 empates, até sua aposentadoria, com a idade de 39 anos, em 1997. Aos 36 anos, ele era o mais antigo lutador da história a ganhar o título super-galo. Ele foi nomeado membro do International Boxing Hall of Fame em 2004.

Ricardo López

Nascido em 1966, Ricardo "El Finito" López Nava permaneceu 18 anos como profissional sem saber o que era uma derrota; Ele fez 52 lutas das quais ele ganhou 51 e conseguiu um empate. Ele foi campeão mundial do Conselho Mundial de Boxe e venceu os campeonatos da World Boxing Association e da World Boxing Organization na mesma categoria. Além disso, ele alcançou o título da Federação Internacional de Boxe. Por voto unânime, foi incluído no International Boxing Hall of Fame em 2007 e foi considerado na posição 10 da lista dos melhores pugilistas dos últimos 25 anos, pela ESPN.

1 de dezembro de 2020

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

Contato

Jornale: edson@jornale.com.br

             redacao@jornale.com.br

WhatsApp: 41.8713-4418

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest