banner_300x250_V2_01_vacina_portais.gif

Principais atividades praticadas no ecoturismo

26/10/2020


Em época de pandemia, muitos têm buscado o contato com a natureza


O ecoturismo ou turismo de natureza é um segmento de atividade turística que utiliza, de forma sustentável, o patrimônio natural e cultural, incentiva sua conservação e busca a formação de uma consciência ambientalista através da interpretação do ambiente, promovendo o bem-estar das populações envolvidas.


É um segmento turístico importante ao fazer contribuições positivas significativas para o bem-estar ambiental, social, cultural e econômico dos destinos e das comunidades locais ao redor do mundo: através dele são oferecidos incentivos econômicos eficazes para a conservação e valorização da diversidade biológica e cultural e ajuda a proteger o patrimônio natural e cultural ao redor do mundo.


Hoje é o ramo da indústria do turismo que mais cresce. Enquanto o turismo convencional cresce 7,5% ao ano, o ecoturismo cresce a taxas de 15 a 25% por ano. Segundo a Organização Mundial de Turismo (OMT), 10% dos turistas em todo o mundo buscam o turismo ecológico.


Por conta da pandemia, para aqueles que não aguentam mais ficar em casa, mas não quererem comprometer o distanciamento social, eis uma lista de sete atividades de ecoturismo, para estar em contato com a natureza e sua beleza, com pouco impacto ambiental e baixíssimo contato com outras pessoas.


1. Tirolesa


Nesse esporte o participante se desloca do ponto A ao ponto B através do caminho mais curto conhecido pela matemática, uma linha reta. No caso essa linha reta é um cabo de aço suspenso, onde a pessoa, que é presa ao equipamento de segurança adequado faz uma descida de tirar o fôlego. Geralmente sobre paisagens deslumbrantes, a tirolesa é um ótimo jeito de sentir adrenalina com o mínimo de contato com outras pessoas.


Uma tirolesa que merece destaque é a Mega Tirolesa de Pedra Bela, SP. Com 1900 metros de extensão por 190 metros de altura mantém o título de maior Brasil.


2. Passeios a cavalo


Uma das formas mais apaixonantes de se conhecer um lugar é a cavalo. Aproveitando longos passeios, em terrenos que talvez tomariam muito mais tempo a pé, desfrutando da beleza das paisagens e a diversão da cavalgada, sendo que o contato do participante é praticamente só com o amigo de quatro patas.


A cavalgada no Vale dos Canyons – em Praia Grande (SC) – merece um lugar na lista de qualquer amante de ecoturismo.


3. Snorkeling


O esnórquel, em português, é um esporte aquático onde o participante pode explorar todas as maravilhas que só se podem ver por baixo d’água. Utilizando máscara de mergulho, pés de pato e um tubo para respirar, pode-se passar longos períodos submerso, o que permite ter vistas incríveis tanto da vida marinha como e rios e lagos.


A cidade de Bonito (MS), é mundialmente conhecida pelas suas belezas subaquáticas.


4. Cicloturismo


Usar a bicicleta como meio de transporte alternativo para viajar é uma maneira e tanto de percorrer grandes distâncias apreciando tudo que a jornada tem a oferecer. Além de ter pouquíssimo impacto ambiental , essa forma de turismo é uma escolha muito saudável, onde o viajante mantém a distância social e aproveita o que a viagem tem de melhor.


Uma rota amada por entusiastas no Brasil é a Estrada Real, que liga o litoral do Rio de Janeiro às antigas regiões de extração de ouro em Minas Gerais.


5. Trekking


Trilhas e caminhadas na natureza, com duração de mais de um dia, quando é necessário ao praticante montar acampamento. O trekking é a forma perfeita de aproveitar fins de semana sem comprometer o distanciamento social.


Uma bela indicação é a travessia Cassino-Chui (RS) onde se percorre toda a extensão da Praia do Chui, a maior praia do mundo.


6. Hiking


Para aqueles que querem a conexão com a natureza em uma caminhada, sem precisar pernoitar, existe a opção do hiking. Trilhas e passeios em parques, reservas e afins, onde o participante pode completar seu objetivo em algumas horas.


Podendo escolher entre caminhada e escalada, a subida da Pedra do Baú em São Bento do Sapucaí é conhecida em todo o Brasil, pela adrenalina da subida e pela vista cativante do topo.


7. Caiaque e Canoagem


Usando remo e a canoa (ou caiaque) e o equipamento de segurança adequado, o participante pode desbravar lagos, rios e costas sem impacto ambiental e com direito a muita adrenalina, caso assim deseje.


Um passeio perfeito para aproveitar com o caiaque é o do Rio Iguaçu (PR), com direito a observar as cataratas.


Com um pouco de criatividade e bastante planejamento, é fácil encontrar viagens ótimas para todo tipo de ecoturismo até mesmo em tempos em que é preciso ter o máximo de cuidado. O Clube Candeias dispõe de diversas vantagens aos associados, entre elas unidades próprias em várias cidades brasileiras e uma rede integrada com mais de 500 mil opções em hospedagens pelo mundo.


Mais informações em https://www.clubecandeias.com/

Fonte: DINO

30 de novembro de 2020

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

Contato

Jornale: edson@jornale.com.br

             redacao@jornale.com.br

WhatsApp: 41.8713-4418

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest