Parceria garante contratação de aprendizes que vão trabalhar na Prefeitura de Curitiba

25/09/2021


Os aprendizes têm de 14 a 18 anos incompletos e pertencem a famílias em situação de vulnerabilidade social



A Prefeitura de Curitiba vai receber 50 novos aprendizes para trabalhar na administração municipal. Eles serão admitidos na modalidade de cota social, quer permite que órgãos públicos recebam jovens contratados por empresas que precisam ter aprendizes, em função do número de colaboradores - conforme estabelece a lei -, mas não possuem local adequado para a experiência prática.


Os aprendizes têm de 14 a 18 anos incompletos e pertencem a famílias em situação de vulnerabilidade social atendidas pela Fundação de Ação Social (FAS).


O termo de parceria que garantirá a contratação foi assinado nesta sexta-feira (24/9), pela Prefeitura, a FAS, o Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE), a empresa Via Facilities e o Ministério Público do Trabalho.


“Nós acreditamos na aprendizagem, que é um processo de formação e construção do futuro. Santo Agostinho dizia que o passado já foi, o que existe é só o presente, e se nós fizermos bem feito, haverá o futuro”, disse o prefeito Rafael Greca, durante a cerimônia, realizada no Salão Brasil, do Palácio 29 de Março.


O prefeito deu boas-vindas aos adolescentes que, no evento, foram representados por Gustavo Rodrigues Cunha, 15 anos, que mora na Regional Matriz, e Amanda Letícia Janeski dos Santos, 17 da Regional Bairro Novo. Os outros jovens contratados acompanharam a cerimônia pelo canal da FAS no YouTube.


“Nós somos o bem que fizemos, o bem que realizamos. Fui estagiário CIEE, me fiz engenheiro do IPPUC (Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba) e da Prefeitura, vereador, deputado e prefeito por três vezes”, lembrou Greca. “Então quem faz o futuro somos nós e é nesse sentido, que nesta ocasião, digo a esses jovens que construam o futuro e sejam capazes de fazer bem feito a sua vida e as suas carreiras”, completou.


Parceria

Com a parceria firmada nesta sexta-feira (24/9), os aprendizes serão contratados pela Via Facilities, que ficará responsável pelo pagamento dos salários, benefícios e o recolhimento de todos os encargos trabalhistas. Com sede em Curitiba, e atuação também no interior e Litoral do Estado, a empresa trabalha na área de asseio e conservação.


A prática do trabalho dos aprendizes será na FAS e na Agência Curitiba de Desenvolvimento e Inovação. Eles chegam à Prefeitura no próximo dia 19 e cumprirão 20 horas semanais de trabalho. Todos receberão R$ 716, valor proporcional ao salário mínimo regional, além de vale-transporte.


Como prevê a Lei da Aprendizagem, os adolescentes participarão ainda de aulas teóricas de aprendizagem para profissionalização, que ficarão sob a responsabilidade do CIEE, parceiro em vários programas da Prefeitura para aprendizagem e qualificação profissional.


Aprendizagem

O presidente da FAS, Fabiano Vilaruel, agradeceu a parceria do MP, do CIEE e empresários. “Este é mais um momento importante da história da FAS e da Prefeitura porque nós estamos garantindo o direito à profissionalização desses adolescentes”, disse.


Vilaruel destacou que desde 2017, 240 adolescentes foram contratados para trabalhar como aprendizes na Prefeitura de Curitiba, número que até 2016, era de 28.


A procuradora Regional do Trabalho da 9ª Região, Mariane Josviak, cumprimentou a Via Facilities, representada por seu sócio-diretor, Gerson Granato Júnior, pela atitude. “Ao usar a legislação, a empresa propicia que mais adolescentes possam ter suas realidades modificadas através do trabalho”, disse.


O presidente do CIEE, Domingos Murta, também elogiou a iniciativa do empresário. “Você está praticando um ato que deveria ser repetido pela maioria das empresas do Brasil, que têm a obrigação de colaborar e resgatar uma dívida social, principalmente com jovens em situação de vulnerabilidade social.”


Anjos da Guarda

Durante a cerimônia, o prefeito Rafael Greca recebeu também a equipe do projeto Anjos da Guarda, da FAS, que nesta sexta-feira (24/9) completa um ano de trabalho.


Formado por sete assistentes sociais e educadores sociais, o grupo é especializado na abordagem de crianças e adolescentes em situação de risco, principalmente na região central da cidade.


Presenças

Participaram também do evento representando a FAS, a supervisora dos Núcleos Regionais, Veranice Vieira de Lara Hayashida, a diretora de Apoio à Empregabilidade da FAS, Melissa Cristina Alves Ferreira, a diretora de Proteção Social Especial, Tatiana Possa, a gerente do Programa Aprendiz, Luciane Hammerschmidt, e o coordenador da Casa do Piá III, Eriques Lima.


Do CIEE estiveram presentes ainda presidente do Conselho Deliberativo, Fernando Fontana, a gerente da Divisão de Capacitação e Cidadania, Simone Paulin, e a superintendente de Operação, Ilsis Silva.


Foto: Pedro Ribas/SMCS

Últimas Notícias