Instituto de Medicina de Curitiba completa um ano com 1.894 vidas salvas

23/07/2021


Instituição é um dos três hospitais exclusivos para tratamento da Covid-19



O Instituto de Medicina do Paraná, no Alto da XV, completou neste mês um ano de reativação de operação. A instituição é um dos três hospitais exclusivos para tratamento de covid-19 montados em Curitiba pela Prefeitura, no ano passado, para tratamento de pacientes do SUS. Só nesta unidade, 1.894 vidas foram salvas no período.


Aberto com 110 novos leitos (sendo 50 de UTI e 60 de enfermaria) em julho de 2020, o Instituto de Medicina foi reformado e reativado numa parceria com a Santa Casa de Misericórdia. Para cuidar do novo hospital, a Santa Casa contratou 400 pessoas, entre médicos, enfermeiros, técnicos e outros profissionais.


“Essa união de esforços foi essencial para que Curitiba pudesse dar o melhor atendimento aos pacientes do SUS, com alta qualidade, mesmo no pico da pandemia.”, afirmou o prefeito Rafael Greca. “Agradeço à Santa Casa a ajuda para superarmos esse momento difícil”, completou.


“Há pouco mais de um ano, nossos irmãos foram desafiados diante de uma pandemia que atingia todo o mundo e não foi diferente em Curitiba. Nos adaptamos ao momento pandêmico e inauguramos em parceria com a Prefeitura Municipal de Curitiba, a Unidade Hospitalar de Tratamento Especializado Covid-19, instalada no antigo Instituto de Medicina do Paraná”, disse o provedor da Irmandade Santa Casa de Misericórdia de Curitiba, dom Diamantino Prata de Carvalho.


“Hoje, em parceria com a Prefeitura de Curitiba, celebramos 1.894 vidas salvas. São pais, mães, filhos e filhas, amigos queridos que puderam retomar suas vidas”, afirmou dom Diamantino. “Este é mais um motivo de orgulho para Curitiba e todo o país. Juntos, somos mais fortes e seguiremos firmes com a nossa missão”, completou.


Foto: Ricardo Marajó/SMCS

Últimas Notícias