As cinco mais do Capitão | Notícias | Curitiba | Jornale

As cinco mais do Capitão

21/02/2020

A cada dia é mostrado jogos aos montões onde o desportista brasileiro já não sabe onde sintonizar. Além dos estaduais, existe um calendário abrangente com as partidas de uma Copa do Brasil estendida em todo país. Se já não bastasse, também, as principais equipes brasileiras já estão correndo atrás da bola na Libertadores de América. Continuando neste farto calendário brasileiro, outros jogos misturados com jogos internacionais, dando ao torcedor brasileiro uma overdose de futebol. No final torna-se cansativo.

 

***

 

Não sei até onde vai o espírito empreendedor do presidente do Coxa que continua teimando num planejamento que mostra uma visão turva dos acontecimentos em campo com seguidos maus resultados. As derrotas da semana passada mexeram muito com os torcedores que entraram em transe não sentindo um progresso na vida alviverde. O baque foi grande. Pois bem. Agora, é se defender no paranaense.

 

***

 

Muita gente dizendo que tem lido o Jornal do Ônibus. Que bacana, meus amigos, de fato, os exemplares diários contam as coisas da nossa cidade e dos municípios de uma maneira pontual. Com a capacidade de enxergar a melhor maneira de chegar a um grande público leitor, só mesmo com muitos anos nessa atividade. Portanto, aplausos ao Dr. Renato Barroso.

 

***

 

Nada mais  importante nesse momento de Carnaval pedir às pessoas que vão se locomover às nossas praias, por favor, toda atenção e cuidado. Estradas nessa época do ano são pistas onde o motorista coloca velocidade acima do limite. Na verdade passa a ser uma obsessão. Imagino o cidadão beber e entrar na estrada colocando em risco tudo e a todos. Segurança e muita responsabilidade.

 

***

 

Um assunto presente tem sido o rigor das chuvas que vem atingindo em muitas cidades brasileiras. Impressionante as enxurradas levando vidas e pertences das pessoas. É uma tristeza ver essas criaturas chorando ao perder o pouco que conseguiram. Acho que a natureza está toda mudada. Por exemplo, quando poderia se pensar que, em Curitiba, viéssemos a ter uma temperatura onde o filamento de mercúrio tem registrado a marca de 33 a 35 graus. 

 

Frase: Lembre-se que o melhor da vida é sua história.

 

Por: José Hidalgo Neto

Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Please reload

Destaques JORNALE
Please reload

Site de Notícias de Curitiba - Paraná

Jornale: edson@jornale.com.br

              redacao@jornale.com.br

WhatsApp: (41) 8713-4418

Correio Paranaense / Jornal do Ônibus

comercial@jornaldoonibusdecuritiba.com.br

Tel. 41 3263-2002

Editorias

Siga Jornale

  • Pinterest