Curitiba recebe em outubro Cortella e Monja Coen | Destaques | Jornale | Curitiba

Curitiba recebe em outubro Cortella e Monja Coen

11/07/2019

Filósofo e fundadora da Comunidade Zen-budista do Brasil irão fazer palestra

 

 

Como podemos transformar vícios em virtudes? De que adianta ser bom num mundo tão corrupto e injusto? Como somos quando ninguém está nos vendo? Todo ser humano tem salvação? Estes questionamentos serão debatidos em Curitiba durante a palestra do filósofo Mario Sergio Cortella com a fundadora da comunidade Zen-budista do Brasil, Monja Coen, no dia 17 de outubro, às 20 horas, no Teatro Positivo. Eles estarão juntos para dialogar sobre essas e outras questões do novo livro “Nem Anjos nem Demônios: a humana escolha entre virtudes e vícios”, escrito em conjunto pelos autores, e lançado pela editora Papirus 7 Mares. Os ingressos já estão à venda no site Disk Ingressos.

 

Para Cortella não há dúvidas do que o ser humano é capaz entre virtudes e vícios. “Somos angelicais e demoníacos”, mas ressalta que a virtude “não é o que já nasce pronto em nós; ela é uma possibilidade a ser desenvolvida, tal como o vício”. Monja também acredita na mudança e no poder do exemplo “se começarmos a imitar alguém que fala gentilmente, vamos nos transformando, até chegar o momento em que aquilo deixa de ser uma cópia e se torna o que somos”.

 

Na palestra os autores Cortella e Monja vão fazer uma reflexão sobre o que eleva a vida, ou seja, as virtudes, e também o que a desafia, os vícios. Eles irão mostrar que entre virtudes e vícios, é construída a história de cada um, por isso, anjos ou demônios, a escolha é individual.

 

Sobre os autores:

 

Mario Sergio Cortella é filósofo e escritor. Tem mestrado e doutorado em Educação pela PUC-SP, onde atuou como professor titular por 35 anos (1977-2012). É professor convidado da Fundação Dom Cabral (desde 1997) e lecionou na GVpec da FGV-SP (1998-2010). Foi secretário municipal de Educação de São Paulo (1991-1992), tendo antes sido assessor especial e chefe de gabinete do professor Paulo Freire. É autor de diversos livros nas áreas de educação, filosofia, teologia e motivação e carreira.

 

Monja Coen, como é conhecida Claudia Dias Batista de Souza, foi jornalista profissional em sua juventude e hoje atua como missionária oficial da tradição Soto Shu. Primaz fundadora da Comunidade Zen-budista do Brasil, segue os ensinamentos de Buda e participa de encontros educacionais, culturais e inter-religiosos, com o objetivo de difundir princípios em prol da preservação do meio ambiente, da defesa dos direitos humanos e da criação de uma cultura de não violência e paz.

Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Please reload

Destaques JORNALE
Please reload

Site de Notícias Online de Curitiba

Siga Jornale