Paraná não preenche vagas na segunda chamada do Mais Médicos | Notícias | Curitiba | Jornale

Paraná não preenche vagas na segunda chamada do Mais Médicos

15/01/2019

Profissionais estrangeiros vão se inscrever nos dias 30 e 31

 

 

Em todo o País, 620 profissionais desistiram das vagas ofertadas na segunda chamada do programa Mais Médicos. O edital previa o preenchimento de 2.549 postos de trabalho. Desse total, 842 vagas nem despertaram o interesse dos profissionais. Dos 1.707 médicos inscritos, apenas 1.087 se apresentaram nos municípios na última semana, dentro do prazo estipulado pelo edital.

Em Santa Mariana (Norte Pioneiro), a espera continua. A única vaga antes ocupada pelo profissional cubano que atendia dois distritos do município permanece aberta desde o início de dezembro. Depois de um profissional de Londrina que desistiu da vaga na primeira chamada, uma médica de Cambé não se apresentou.

"Ela nos avisou no último dia do prazo [10/01] que não assumiria a vaga. Explicou que passou em um curso de residência médica. Agora a vaga vai ser oferecida para profissionais formados fora do Brasil. Esperamos que venha alguém para ficar bastante tempo, fazer um bom trabalho e criar um vínculo com a comunidade", disse a secretária de Saúde de Santa Mariana, Fátima Bergamini.

Conforme o cronograma divulgado pelo Ministério da Saúde, os novos profissionais devem se apresentar no início de fevereiro. Enquanto isso, a população de 12 mil habitantes conta com apenas um médico contratado pelo município. Outro profissional está em férias até o início de fevereiro. Alguns casos são encaminhados para o hospital da cidade, que possui plantão 24 horas.

Das 56 vagas antes ocupadas por médicos cubanos na cidade de Ponta Grossa (Campos Gerais), 54 foram preenchidas nas duas primeiras chamadas do programa. Dois postos de trabalho permanecem em aberto. "Dois médicos não se apresentaram. Estamos aguardando as próximas semanas, mas estamos bem tranquilos. Se nós não preenchermos com brasileiros formados no exterior, com certeza vamos preencher com os estrangeiros na última etapa", comentou o secretário adjunto de Gestão em Saúde do município, Robson Xavier da Silva.

O governo federal pretendia inicialmente substituir os médicos cubanos até o dia 3 de dezembro. Ao todo, foram ofertados 8.517 postos de trabalho em 2.824 municípios e 34 DSEIs (Distritos Sanitários Especiais Indígenas). As vagas disponíveis no Paraná somavam 458 no primeiro edital. Na segunda chamada foram ofertados 124 postos de trabalho. Até o início da tarde desta segunda-feira (14), o Ministério da Saúde não havia divulgado um balanço das vagas remanescentes por Estado. Todas haviam sido escolhidas de imediato, mas houve desistências.

A próxima chamada do programa será realizada entre os dias 23 e 24 de janeiro. Nesse período, médicos brasileiros graduados no exterior poderão selecionar as vagas disponíveis. Nos dias 30 e 31 de janeiro, os profissionais estrangeiros terão acesso ao sistema. Em ambos os casos, o prazo de apresentação para o início dos trabalhos está marcado para a primeira semana de fevereiro.

Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Please reload

Destaques JORNALE
Please reload

Site de Notícias de Curitiba - Paraná

Jornale: edson@jornale.com.br

              redacao@jornale.com.br

WhatsApp: (41) 8713-4418

Correio Paranaense / Jornal do Ônibus

comercial@jornaldoonibusdecuritiba.com.br

Tel. 41 3263-2002

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest