Doha pode pagar R$ 52 milhões para receber final da Libertadores | Jornale

Doha pode pagar R$ 52 milhões para receber final da Libertadores

29/11/2018

Impasse sobre segundo jogo de Boca e River continua

 

 

Já se sabe que a final da Libertadores de 2018 não irá acontecer na Argentina. Entre as cidades dispostas a receber a segunda partida entre Boca e River, a que aparenta estar na frente da briga é Doha, capital do Catar. Isso porque, segundo o jornal argentino, Diário Olé, o local está disposto a desembolsar 13,5 milhões de dólares (R$ 52 milhões) para ser sede da decisão.
De acordo com informações publicadas pelo diário, esse montante seria divido entre as despesas para a viagem das delegações (cerca de 40 pessoas de cada clube), premiações para os clubes e elencos, além de bônus especiais para as equipes (R$9,6 milhões para o River, pelo prejuízo de não jogar no Monumental e R$ 7,7 milhões ao Boca por danos).
Ainda não existe uma confirmação de onde o duelo será realizado, porém Doha realmente aparece como uma das favoritas. Além boa bonificação, a cidade tem como trunfo de sua principal companhia aérea ser patrocinadora do evento e também do Boca Juniors.
Um dos motivos que ajudam a explicar o motivo da cidade estar tão interessada em sediar o evento é o fato de ser uma das cidades sede da próxima Copa do Mundo. Além da capital do Catar, as outras opções analisadas no momento são Medellín, na Colômbia, Nova Orleans ou Miami, nos EUA, e Assunção, no Paraguai.
Após um empate por 2 a 2 no estádio de La Bombonera, a decisão da Copa Libertadores aconteceria no estádio Monumental de Núñez no último sábado, porém uma confusão na chegada da delegação do Boca impediu que a partida acontecesse.

Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Please reload

Destaques JORNALE
Please reload

Site de Notícias Online de Curitiba

Siga Jornale