Filho de ex-delegado é preso por estelionato em Araucária | Notícias do Brasil e do Mundo Hoje | Curitiba | Jornale

Filho de ex-delegado é preso por estelionato em Araucária

27/11/2018

Polícia Civil realizou duas ações no mesmo dia

 

 

Duas prisões realizadas em Araucária na última sexta-feira (23/11) em situações distintas chamaram atenção pelos dois homens presos, (35 e 39) anos, serem suspeitos de crimes de estelionato. Apesar de não serem comparsas, os dois foram presos em flagrante, no bairro Fazenda Velha, em Araucária no momento em que tentavam aplicar mais um de seus golpes. 
No período da manhã, o primeiro suspeito, Paulo Felipe de Castro, de 35 anos, foi preso na rua Vital Brasil. O mesmo já tem passagem pela polícia, inclusive pelo crime de estelionato. Segundo informações da polícia, ele vendia os mesmos imóveis e móveis para várias pessoas, já pedindo um sinal de pagamento em dinheiro ou de algum objeto como garantia. Após o pagamento ele desaparecia. 
Em uma das denúncias contra o suspeito, consistia a troca de uma Mercedes/C220 por uma Kia/Sportage. “A vítima foi até o banco, onde em contato com o gerente, teve a ciência de que a dívida do veículo Kia/Sportage passava de R$183 mil e que o boleto, o qual teria que pagar, estava em nome do banco, porém, o código de barras direcionava para uma outra conta de um terceiro, não sendo o banco o beneficiário”, explica o delegado de Araucária, João Marcelo Renk Chagas, responsável pelo caso. 
Diante dos fatos e várias ligações consecutivas do homem para a vítima, que cobrava o pagamento de compra e venda que haviam firmado, a equipe policial entrou em ação. “Com as informações, a equipe de investigação foi até o local onde seria dado a transição de uma parte em dinheiro espécie e o suspeito foi preso em flagrante. A polícia apreendeu uma carteira funcional da Polícia Civil. Ele se apresentou como filho de um delegado de polícia”, falou Chagas.
Na tarde do mesmo dia, outra equipe da Delegacia de Araucária, prendeu em flagrante, Fabiano Augusto Claudionor, de 39 anos, na rua Pedro Gawlak, no bairro Fazenda Velha, pela prática também do crime de estelionato.
A prisão se deu logo após uma vítima procurar a delegacia de polícia civil e informar que um homem estaria em frente a associação de rádio táxi, cobrando uma taxa no valor de R$ 100 para a associação de Escrivães de Polícia Civil do Paraná, refente a um jornal da associação. Além disso ele pedia uma uma taxa que seria destinada a guarda municipal da cidade.

Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Please reload

Destaques JORNALE
Please reload

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

Jornale: edson@jornale.com.br

              redacao@jornale.com.br

WhatsApp: (41) 8713-4418

Correio Paranaense / Jornal do Ônibus

comercial@jornaldoonibusdecuritiba.com.br

Tel. 41 3263-2002

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest