Governo corrige edital da PM que exigia masculinidade | Jornale

Governo corrige edital da PM que exigia masculinidade

14/08/2018

Itens no edital foram criticados por várias entidades

 

 

As críticas feitas por várias entidades sobre as exigências de "masculinidade" e "capacidade de não se emocionar" fizeram com que o governo determinasse, nesta segunda-feira (13), a correção no edital da Polícia Militar do Paraná (PMPR). 
“A governadora Cida Borghetti determinou nesta segunda-feira a urgente correção dos termos do edital aberto pela Polícia Militar do Paraná para o concurso do curso de oficiais da corporação. A governadora ressaltou que não admite qualquer postura discriminatória nos atos das instituições de Estado, e destacou o fato de ter escolhido uma mulher, a Coronel Audilene, para o comando geral da Polícia Militar”, diz nota enviada à imprensa.
O concurso irá contratar 16 cadetes para a PM. Ele é aberto para ambos os sexos, mas apenas metade das vagas pode ser ocupada por mulheres.

Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Please reload

Destaques JORNALE
Please reload

Site de Notícias Online de Curitiba

Siga Jornale