Mais quatro meninos são retirados de caverna na Tailândia | Notícias | Curitiba | Jornale

Mais quatro meninos são retirados de caverna na Tailândia

09/07/2018

Cinco pessoas ainda permanecem na cavidade subterrânea

 

 

 

Mais quatro meninos foram retirados da caverna Tham Luang, na Tailândia, subindo para oito o número de resgatados, na manhã desta segunda-feira (9), 2º dia das operações de salvamento, segundo a Marinha. Cinco pessoas ainda permanecem na cavidade subterrânea, onde entraram no dia 23 de junho.

Os quatro garotos passam bem e foram levados para o hospital da província de Chiang Rai, que fica a cerca de 70 km da caverna. Inicialmente, o governo tinha previsto a retirada de três meninos neste segundo dia de resgate, mas, com base no sucesso da operação do domingo, mais quatro foram trazidos à superfície nesta segunda.

Os nomes dos resgatados não foram divulgados oficialmente. De acordo com a BBC, quatro meninos e o técnico ainda estão nas galerias subterrâneas.

Os trabalhos desta segunda foram retomados após mais de 10 horas de intervalo após o fim da primeira fase, porque era preciso repor o estoque de oxigênio da caverna.

A operação de resgate é bastante complexa e perigosa: as galerias subterrâneas estão completamente escuras. O grupo precisa atravessar um trecho inundado e depois percorrer outro com um relevo bastante acidentado. Alguns dos meninos não sabem nadar. Todos precisaram aprender técnicas de mergulho às pressas.

Mais três dias

O segundo dia de resgate correu bem nesta segunda-feira, mas a próxima fase "vai depender de todas as condições", segundo vice-comandante do Exército da Terceira Região do Exército da Tailândia.

O comandante das Forças Armadas tailandesas afirmou que em mais três dias todo o grupo estará fora da caverna.

Bom estado de saúde

Como eles passaram um período de jejum forçado, as autoridades temiam o estado de saúde deles. Porém, os quatro primeiros resgatados chegaram à superfície em segurança e em bom estado de saúde.

Os quatro resgatados no domingo permanecem internados no hospital de Chiang Rai em quarentena para evitar possíveis infecções. As autoridades estudam liberar a visita dos pais, segundo a CNN. Os garotos estavam com fome e pediram para comer um prato à base de arroz.

Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Please reload

Destaques JORNALE
Please reload

Site de Notícias Online de Curitiba

Siga Jornale