Justiça ouve testemunhas da morte de fisiculturista | Jornale

Justiça ouve testemunhas da morte de fisiculturista

14/03/2018

Médico é suspeito de ter assassinado Renata Muggiati em 2015

 

 

A Justiça iniciou nesta quarta-feira uma série de audiências de testemunhas de acusação no caso Renata Muggiati. A fisiculturista morreu em 12 de setembro de 2015 depois de cair do 31º andar de um prédio em Curitiba. O médico Raphael Suss Marques, namorado da vítima, foi acusado pelo assassinato.

De acordo com as investigações policiais e a denúncia do Ministério Público, Renata foi asfixiada e jogada pela janela. No Boletim de Ocorrência (B.O), à época da morte, Raphael falou que Renata se jogou e que ela estava em depressão.

De acordo com o assistente de acusação, Cláudio Dalledone, o Instituto de Criminalística do Estado do Paraná informou que os exames pendentes relacionados devem ser realizados após a conclusão de 186 exames de fila de prioridade absoluta e 250 exames da fila de prioridade legal.

Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Please reload

Destaques JORNALE
Please reload

Site de Notícias Online de Curitiba

Siga Jornale