Corregedoria recomenda que procurador da Lava Jato evite comentários | Jornale

Corregedoria recomenda que procurador da Lava Jato evite comentários

04/01/2018

Carlos Fernando dos Santos Lima teria feito comentários em redes sociais

 

 

A Corregedoria Nacional do Ministério Público (CNMP) decidiu recomendar ao procurador da República, Carlos Fernando dos Santos Lima, que evite mencionar nomes de políticos e pessoas investigadas por ele e outros membros da Operação Lava Jato, em posts em redes sociais e na esfera privada.

A recomendação encerrou um processo disciplinar aberto pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, contra Carlos Fernando. Na mesma decisão, o corregedor-nacional do MP, Orlando Rochadel de Oliveira, resolveu arquivar a denúncia feita pelo petista.

A decisão foi tomada em 19 de dezembro de 2017, e foi publicada no Diário Eletrônico do CNMP, na terça-feira (4). O corregedor-nacional do MP decidiu acolher ao relatório do promotor Lucas Danilo Vaz Costa Júnior, que é membro auxiliar da Corregedoria Nacional.

No despacho, Oliveira afirma que a recomendação tem como objetivo preservar a integridade, a solidez, a isenção e a credibilidade como valores reitores no escorreito exercício das funções ministeriais.

Com a decisão, Carlos Fernando deverá considerar a visibilidade que tem, por ser integrante da força-tarefa da Operação Lava Jato e se abster "de emitir juízos de valor, por meio de redes sociais e na esfera privada, em relação a políticos, partidos políticos e pessoas investigadas e/ou acusadas pela referida força-tarefa".

Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Please reload

Destaques JORNALE
Please reload

Site de Notícias Online de Curitiba

Siga Jornale