O potencial de um guerreiro está em sua determinação | Notícias | Curitiba | Jornale

O potencial de um guerreiro está em sua determinação

17/12/2017

 

Zaragoza, é a imagem do guerreiro mexicano, ele participou dos Jogos Olímpicos de Moscou, 1980, com 22 anos procurando ultrapassar a façanha de seu irmão Agustín (bronze no México 68). Zaragoza começou sua lenda, e no mesmo tempo começou Nacho Beristain como treinador a escrever seu legado. Depois de vencer duas lutas por decisão, Zaragoza caiu nas quartas de final de forma controversa para Michael Anthony Parris, da Guiana, quando o árbitro parou a luta, porque o mexicano teve um corte na cabeça e o médico interrompeu. Nenhum executivo mexicano estava presente e não houve recurso. Foi assim que o sonho olímpico de Daniel Zaragoza chegou ao fim e até hoje ele diz que esse é o único pendente em sua carreira que não o deixa dormir.

A frustração era tal que nem mesmo três meses se passaram antes de Daniel Zaragoza estrear como profissional derrubando Ernesto Gutiérrez em quatro rodadas. Zaragoza foi enaltecido como campeão mundial depois de conquistar o lendário Carlos Zárate em fevereiro de 88, ficando com o “sceptre super bantam” vago do WBC. Ele fez 5 defesas antes de perder em abril de 90 e recuperou um ano depois para fazer mais duas defesas em seguida. Em 1995, ele venceu pela terceira vez o mesmo campeonato para fazer mais cinco defesas antes de cair de joelhos em 1997, em reconhecimento franco e aberto, antes do Erik "Terrível" Morales. Um guerreiro irredutível, Zaragoza, que chegou com honra, ficou honrado e deixou com honra seu legado para história do boxe mexicano.

 

 

 

Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Please reload

Destaques JORNALE
Please reload

Site de Notícias de Curitiba - Paraná

Jornale: edson@jornale.com.br

              redacao@jornale.com.br

WhatsApp: (41) 8713-4418

Correio Paranaense / Jornal do Ônibus

comercial@jornaldoonibusdecuritiba.com.br

Tel. 41 3263-2002

Editorias

Editais

Siga Jornale

  • Pinterest