Curitiba ajuda São Paulo a abrir sua Casa da Mulher Brasileira | Notícias | Curitiba | Jornale

Curitiba ajuda São Paulo a abrir sua Casa da Mulher Brasileira

17/12/2017

 

A experiência acumulada no trabalho desenvolvido pela Casa da Mulher Brasileira de Curitiba está contribuindo na implantação da unidade de São Paulo do programa. A convite da prefeitura, a coordenadora da CMB de Curitiba, Sandra Praddo, esteve esta semana na capital paulista a fim de auxiliar a equipe local, que deverá inaugurar sua casa até março de 2018.

Além de Curitiba, atualmente três outras Casas estão em funcionamento no país – em Campo Grande (MS), Brasília (DF) e São Luís (MA).

“Este convite é um sinal de que estamos no bom caminho no atendimento das mulheres”, diz Sandra.

Ela reuniu-se com a comissão de implantação da CMB na cidade, presidida pela coordenadora de Políticas para a Mulher da Prefeitura de São Paulo, Gislaine Caresia. Também pode visitar o local onde a Casa será hospedada, cujas obras estão 70% prontas.

Com a comissão, compartilhou sua experiência na coordenadoria da CMB de Curitiba desde o início do ano e explicou os fluxos internos e externos da Casa, apresentando os dados de 2017 – foram realizados 10.083 atendimentos e 14.793 encaminhamentos para outros órgãos.

Também detalhou as estratégias adotadas para articular diversos órgãos para que, juntos, ofertem serviços integrados, o que é o objetivo da Casa da Mulher Brasileira.

Além disso, explicou a importância de ter também uma Unidade Móvel Lilás para levar o atendimento individualizado até lugares estratégicos. Em 2017, a Unidade Móvel de Curitiba levou o atendimento de profissionais de psicologia, serviço social e direito a 20 eventos, alguns promovidos pela Prefeitura e outros particulares.

Sandra conheceu alguns equipamentos que atualmente fazem o atendimento às mulheres em situação de violência em São Paulo para trocar experiências. Um dos locais visitados foi a Casa Eliane de Grammont, inaugurada em 1990, que foi o primeiro centro público de atendimento integral às mulheres com casos de violência doméstica e sexual do país.

Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Please reload

Destaques JORNALE
Please reload

Site de Notícias Online de Curitiba

Siga Jornale