Cacai Nunes mostra a viola além do universo caipira | Notícias | Curitiba | Jornale

Cacai Nunes mostra a viola além do universo caipira

22/09/2017

 

Nascido em Pernambuco, desde criança morando em Brasília, Cacai Nunes traz em seu trabalho boa parte do que conhecemos como Música Popular Brasileira. Ritmos nordestinos como forró, baião e xote, o choro carioca e brasiliense, a música caipira e a de origem africana, tudo faz sentido no seu trabalho de intérprete, compositor, pesquisador e divulgador. Pois Cacai resolveu há anos revelar ser um artista de influências múltiplas e mesmo tendo escolhido a viola para tocar, buscou agregar ao instrumento diversas possibilidades, repertórios muito diversos. O violeiro é a atração do projeto Solo Música em 26 de setembro, terça-feira, às 20 horas, na Caixa Cultural de Curitiba Um dia antes, no dia 25 de setembro, às 19 horas, no Conservatório de MPB, o músico falará de uma de suas paixões: o Forró.

Esta será a primeira vez que Cacai se apresenta em Curitiba. Será uma grande satisfação mostrar a intimidade que criei nestes anos com minha viola nesse projeto tão significativo para quem faz música. O Solo Música é fartura nos tempos de seca. Fico muito honrado por estar ao lado de tantos artistas de renome, num projeto que privilegia a atuação do músico, em versão solo, ao lado de seu instrumento”, diz o artista. Neste show, Cacai faz uma mostra da riqueza do seu trabalho, tocando como prefere chamar “viola brasileira”, um repertório que esta bem além do universo caipira tão identificado com o instrumento .

No show há a influência da música erudita revelada na sua opção de tocar “Mazurka-Choro”, de Villa-Lobos. A música nordestina de faz presente  com “Depois da Sanfona”, do próprio Cacai, “Tesouro e meio” de Luiz Gonzaga e “Arrumação”, de Elomar. O choro, tão relacionado com Brasília, está presente com “Floreaux”, de Ernesto Nazareth. E a música caipira, claro, com a “clássica” “Tristezas do Jeca” de Angelino Oliveira e “Ai amor”, de Carreirinho. O show traz, ainda, uma homenagem do músico a natureza do cerrado, com obras de Roberto Correa e composições próprias, como “Lobo Guarânia”. “Cacai está paulatinamente, sem pressa, se colocando entre os grandes violeiros do país e faz isso de maneira  muito especial, tocando repertório que não é usual na viola”, enfatiza Alvaro Collaço, curador e produtor da Série Solo Música.

A apresentação de Cacai Nunes, na Série Solo Música, em 26 de setembro, ás 20 horas, tem patrocínio da Caixa Econômica Federal e é uma realização de Alvaro Collaço Produções. Ingressos a R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia) podem ser adquiridos na bilheteria da Caixa Cultural, na Rua Conselheiro Laurindo, 280. Informações pelo fone 2118-5111.

Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Please reload

Destaques JORNALE
Please reload

Site de Notícias Online de Curitiba

Siga Jornale