Vale da Música promove Festival do Choro e oficina gratuita de pandeiro

20/04/2022


Palco Flutuante na Ópera de Arame vai oferecer uma programação especial no dia 23 (sábado) dedicada ao ritmo brasileiro



Feijoada, caipirinha, natureza exuberante, folga, e pra completar, o melhor do choro de Curitiba reunido. Pois essa é a programação deste sábado (23) no Vale da Música, festival permanente de música instrumental apresentado pelo Bradesco e com realização da Futura Fonte em parceria com a DC Set Group. Durante todo o dia, o Palco Flutuante será cenário de um encontro de grandes nomes do choro regional, incluindo o Trio Generoso, Otávio Augusto Regional e o Trio Choro de Couro. Na programação, destaque para a homenagem ao grande Pixinguinha, que será executada pelo pessoal do Otávio Augusto Regional. No repertório, obras do artista e de seus influenciadores, como Anacleto Medeiros e Irineu de Almeida. Ainda, serão tocadas obras arranjadas por Pixinguinha e que estão guardadas no Instituto Moreira Salles. O pessoal do Choro de Couro vai trazer sua pesquisa sobre o ritmo e sobre o samba, fazendo uma releitura moderna dos tradicionais gêneros musicais. Já o pessoal do Trio Generoso é formado pelos curitibanos Jonas Lopes no bandolim, Luiz Ivanqui no violão de sete cordas e Ricardo Salmazo. E já que estamos falando de choro e samba instrumental, quem passar pelo Vale das 10h30 às 12h30 poderá participar de uma oficina gratuita de pandeiro no palco da Ópera de Arame. A ideia é oferecer técnicas diversas do pandeiro tradicional ao moderno, do básico ao avançado, do samba ao forró, além de brincadeiras de improvisação com o instrumento. “Vamos ainda abordar aspectos práticos, técnicos e culturais da história do pandeiro, tão difundido na cultura brasileira”, conta Luam Clarim, músico que ministrará a oficina. “Já tivemos outra oportunidade de oferecer uma oficina de pandeiro e foi bem bacana, com uma adesão muito boa. Agora, vai ser o casamento perfeito, pois os amantes da músicas poderão, além de aprender a usar um dos instrumentos tradicionais do choro, ainda apreciar o melhor do ritmo”, conta Jordana Pimentel, produtora do espaço. Para aqueles que desejam participar e já possuem o instrumento é importante levar, pois no local estarão disponíveis poucas unidades para empréstimo. O público estimado é de 30 pessoas. Quem estiver no local vai poder ainda apreciar a exposição “Do Ritmo ao Algoritmo”, apresentada por Ebanx e Empalux e com realização da Futura Fonte em parceria com a DC Set Group, que está sendo apresentada na Ópera de Arame e que reconta a história da música no mundo, com 15 painéis gigantes. Pra fechar o sábado com chave de ouro, o restaurante Ópera Arte, localizado no espaço, estará com uma promoção especial de caipirinhas e no balde de cerveja. No local, buffet de feijoada e barreado no valor de R$79,90 por pessoa. Serviço Palco Flutuante Data: 23 de abril (sábado) Horários: 10h às 12h30 – Trio Generoso 12h40 às 15h10 – Otávio Augusto com especial Pixinguinha 15h20 às 17h50 – Trio Choro de Couro Oficina de Pandeiro GRATUITA (necessário realizar inscrição de forma antecipada pelo contato disponibilizado) Data: 23/04/2022 - Sábado Horário: das 10h30 as 12h30 Local: Teatro Ópera de Arame Para mais informações e inscrições: 41 99640 7801 Valor para entrada no Vale da Música: R$ 15,00 inteira e R$ 7,50 meia-entrada. O benefício é válido para pessoas que estejam dentro da lei da meia-entrada, crianças de até 12 anos e para moradores de Curitiba e região metropolitana, que precisam levar um comprovante de residência para obter o desconto. Estudantes de escola pública possuem direito à gratuidade no ingresso. Endereço: Rua João Gava, 970 – Abranches. Bradesco e a cultura   Com centenas de projetos patrocinados anualmente, o Bradesco acredita que a cultura é um agente transformador da sociedade. Além do Teatro Bradesco, o banco apoia iniciativas que contribuem para a sustentabilidade de manifestações culturais que acontecem de norte a sul do País, reforçando o seu compromisso com a democratização da arte. São eventos regionais, feiras, exposições, centros culturais, orquestras, musicais e muitos outros. Assim como o Teatro Bradesco, muitas instituições e espaços culturais apoiados pelo banco promoveram ações para que o público possa continuar se entretendo – ainda que virtualmente – durante a pandemia da Covid-19. O banco também lançou o Bradesco Cultura, plataforma digital que reúne conteúdo relacionado às iniciativas culturais que contam com o patrocínio da instituição, como um vídeo apresentação sobre o Vale da Música, mostrando o dia a dia do projeto até 2020 e as adaptações realizadas no período da pandemia, tudo para que o público possa visitar e desfrutar do local com tranquilidade e segurança. Visite em cultura.bradesco.  Sobre a Futura Fonte Proponente do Vale da Música, a Futura Fonte é especializada em iniciativas que fazem da cultura um instrumento de formação e valorização do indivíduo. O grupo realiza eventos e também atua de forma constante na promoção de ações de responsabilidade social conectadas à música, como a associação com a ONG internacional Playing For Change. No Parque das Pedreiras é um dos parceiros da DC Set Eventos na realização de eventos culturais no complexo. Sobre a DC Set Group Fundada em 1979, a DC Set Group reúne empresas e iniciativas ligadas à cultura e esporte em oito verticais de negócio. O grupo atua como um hub de inovação em entretenimento, sendo uma das pioneiras em gestão de talentos, festivais de música e shows internacionais, além da realização de exposições e espetáculos artísticos; palestras e conferências; gestão de espaços; produção de conteúdo e organização de ligas e competições esportivas.


Últimas Notícias