Tiradentes e Carnaval fora de época movimentam os hotéis do País

26/04/2022


Ocupação chegou a 90% em diversos destinos durante o feriado prolongado



Este ano, o feriado nacional de Tiradentes, celebrado na última semana, ganhou um aliado que impulsionou o turismo em todo o país: o Carnaval de 2022, que foi adiado para abril em decorrência da Covid-19.


A oferta de programações carnavalescas atraiu ainda mais turistas para o feriado prolongado e impactou positivamente os hotéis. Estados como Rio de Janeiro, São Paulo, Bahia, Goiás e o Distrito Federal voltaram a promover programações carnavalescas e algumas cidades chegaram a 90% de ocupação hoteleira.


“A movimentação turística pelo país no último feriado foi intensa, graças ao retorno de grandes eventos, a exemplo do Carnaval. Aeroportos e rodoviárias viram grande crescimento do número de passageiros e o setor hoteleiro também foi bastante beneficiado com o período. O turismo está retomando com força total, especialmente o turismo doméstico. Os brasileiros estão valorizando cada vez mais o seu próprio país e suas riquezas culturais”, ressaltou o ministro do Turismo, Carlos Brito.


Na cidade do Rio de Janeiro, a ocupação de leitos chegou a 85% e em outros municípios do estado o índice atingiu os 90%. Dados da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Rio de Janeiro (ABIH-RJ) e da HotéisRIO apontam que 86% dessas reservas foram de turistas domésticos, vindos principalmente de São Paulo, Minas Gerais, Espírito Santos e de outros municípios do estado do Rio de Janeiro. Segundo o levantamento, casais e famílias são a maior parte dos visitantes, seguidos por grupos e viajantes sozinhos.


As cidades do litoral e do interior de São Paulo também atingiram a marca dos 80% de ocupação, segundo a ABIH estadual. A capital do estado teve mais de 40% dos quartos de hotéis ocupados. Ainda na Região Sudeste, Belo Horizonte (MG) chegou a 60%, enquanto alguns municípios do interior de Minas Gerais, incluindo as cidades históricas, alcançaram os 90% de ocupação.


A média de 80% de leitos ocupados também foi registrada em Maceió (AL), que voltou a receber desfiles de escolas de samba após dois anos. Vários destinos do Nordeste também mantiveram as taxas de ocupação acima dos 60%, caso do Rio Grande do Norte (63%), Sergipe (60%) e Pernambuco (70%).


No Sul do país, Gramado teve seus hotéis e pousadas quase lotados, com mais de 90% dos quartos ocupados no período, enquanto a capital gaúcha, Porto Alegre, superou os anos anteriores à pandemia, ficando acima de 50%. Em Santa Catarina, capital de Florianópolis, o índice foi de 65% de ocupação dos hotéis. Na Serra Catarinense, 88% e, na Costa Verde Mar, 86%.


As informações são do Ministério do Turismo.


Foto: Arquivo MTur

Últimas Notícias