Sanepar diz ter pedido fim da tarifa mínima à Agepar

02/05/2021


Direção da companhia revelou intenção em audiência na Câmara



Questionada pela sociedade civil em audiência pública na Câmara Municipal de Curitiba (CMC), a Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar) revelou aguardar há um ano e meio que a Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados do Paraná (Agepar) autorize o fim da cobrança da tarifa mínima de água, a dispensa da cobrança da ligação das residências à rede de esgoto e a permissão para o ingresso da Sanepar no mercado livre de energia, dentro de um plano para reduzir em 30% o gasto anual de R$ 500 milhões da empresa com eletricidade.


Organizada pela Comissão de Meio Ambiente, a audiência pública reuniu representantes da Prefeitura de Curitiba, da Sanepar, da Defensoria Pública do Estado, do Ministério Público do Paraná, da comunidade científica, da Comissão de Direito Ambiental da OAB/PR, da sociedade civil organizada, dos movimentos sociais e de comunidades da Região Metropolitana de Curitiba para debater a crise hídrica que assola o estado desde o final de 2019.


O presidente da Sanepar, Claudio Stabile, respondeu questionamentos sobre a atuação da companhia ante a crise hídrica e à pandemia e a respeito do equilíbrio entre pagamento de dividendos aos sócios privados da companhia e a necessidade de investimentos.

Últimas Notícias