Sampa The Great compartilha nova música 'Lane'; assista o clipe

15/05/2022





Após as apresentações no último Coachella, a poeta e rapper zambiana nascida em Botsuana, Sampa The Great inaugurou uma nova era com o lançamento de "Lane", com a participação do rapper e colega de selo da Flórida, Denzel Curry.


"Lane" é o primeiro single que Sampa The Great está lançando com a Loma Vista, e o primeiro lançamento desde o Prêmio ARIA de 2019 e o álbum de estréia vencedor do Prêmio de Música Australiana, The Return.

Depois de se mudar para a Zâmbia durante a pandemia, Sampa se reconectou com um lado diferente de si mesma, um lado mais próximo da jovem que se alimentava de arte crescendo na África.


Agora, em uma era de autenticidade, conheça uma Sampa 360, uma versão mais elevada de si mesma.


Nenhuma máscara, ou papel a desempenhar, "Lane" é o chamado de Sampa The Great para criar e explorar suas próprias rotas, e ir além do que é prescrito, sem julgamentos.


Uma voz vocalizada conduz a trilha, ao som de órgãos e harmonias, corais rejeitadas.


Uma batida com uma melodia baixa marca o ritmo para Sampa, desafiando o rap, clamando por coragem.


O verso de Denzel Curry é uma poderosa declaração de essência, acrescentando ainda mais gravidade na mensagem de "Lane".


Em conjunto com a música, há um vídeo dirigido porRochelle Rhembard e Imraan Christian. Um longa metragem, com final de livro e equilibrado com a peça de declamação "Origem" é uma reintrodução adequada. Das profundezas de uma caverna subterrânea, somos apresentados pela primeira vez a Eva: a persona de Sampa, representação da versão “mais elevada” de Sampa. Desde uma junção de salas de concreto com quatro paredes até o eu mais jovem de Sampa, até crianças de ternos pretos correndo pela natureza com armas automáticas na mão, seguimos a história da mais nova jornada de Sampa. Denzel Curry completa a narrativa em um fone de ouvido de realidade virtual, fazendo um rap que desvenda um final dinâmico.


Sampa The Great diz sobre "Lane": "Não vamos ficar em um caminho, vamos criar vários caminhos. Meu eu mais verdadeiro me encoraja a explorar caminhos diferentes, e ir além do que eu acho que sei de mim mesma".

Sampa The Great passou grande parte dos últimos dois anos escrevendo e gravando enquanto estava em casa, na Zâmbia, durante a pandemia. Em 2020, levou para casa três Prêmios ARIA por seu álbum de estréia The Return, incluindo Melhor Lançamento Independente,Melhor Artista Feminina e Melhor Lançamento Hip Hop antes de executar uma emocionante performance ao vivo filmada de um telhado em Botswana. Mais tarde naquele mesmo mês, o prêmio Music Victoria Awardsviu Sampa levar para casa quatro vitórias, incluindo Melhor Álbum, Melhor Artista Solo, Melhor Alma, Funk, Gospel ou Álbum R&B e Melhor Canção, para fechar um ano que incluiu tornar-se a primeira artista solo e música feminina a ganhar o Best Live Act no National Live Music Awards e BET Amplified's first-ever global artist. Como artista ao vivo altamente aplaudida, Sampa tem entretido platéias em todo o mundo com aparições em festivais como Glastonbury, Splendour in the Grass e Laneway, além de sets virtuais para AFROPUNK, Black August e o Roots Picnic, assim como slots de apoio para artistas como Kendrick Lamar e Ms Lauryn Hill. No fim de semana passado, Sampa The Great se apresentou pela primeira vez no Coachella 2022 e deu aos fãs um gostinho do que esperar durante seu festival americano realizado neste verão em Lollapalooza,Pickathon e Outside Lands nos meses de julho e agosto.

Hoje marca a chegada de Sampa The Great em sua mais nova forma e música antes de uma emocionante série de apresentações ao vivo na Austrália para An Afro Future 2022 com uma banda completa. Não deixe de absorver a mensagem de "Lane" para se colar no presente, e encontrar sua própria versão mais elevada de si mesmo.

Últimas Notícias