Privatização da Eletrobras deve aumentar contas de luz

21/05/2021


A proposta foi analisada na Câmara dos Deputados



Conta de luz dos brasileiros pode ficar mais cara a depender da privatização da Eletrobras. Nessa quarta-feira (19), mais de 30 entidades do setor de energia se reuniram para debater o projeto que objetiva desvincular a empresa do setor público. A proposta foi analisada na Câmara dos Deputados e contou com recusas até mesmo do governo federal.


O gestor já deixou claro seu interesse vender marcas como os Correios, Banco do Brasil, entre outros. Mas nesse momento a pauta da vez se tornou a Eletrobras.


Sobre o processo de privatização

O debate para que a Eletrobras deixe de ser de responsabilidade pública vem ocorrendo há semanas. No entanto, apenas nessa quarta-feira (19) é que parte significativa do setor produtivo se posicionou contra a decisão.


De acordo com eles, se a medida for efetivada haverá um aumento em grande escala no preço das contas de luz. Há previsão é de que a energia fique ao menos 8% mais cara para os pequenos consumidores.


Surpreendentemente, até mesmo agentes da equipe federal se mostraram contra a proposta. Muitos relataram que o texto inicial da MP foi alterado de modo que dificulte na entrada de investidores privados na empresa. Além disso, o setor de energia passaria a ficar limitado em suas comercializações.


Relator da proposta, Elmar Nascimento (DEM/BA) informou que a nova versão revisada contém uma série de mudanças já debatidas com os ministérios de Minas e Energia e Economia. Ele afirmou que nenhuma das edições irá gerar aumento na conta de energia.


“Pelo contrário, mais recursos irão para a Conta de Desenvolvimento Energético (CDE) que ajuda a reduzir a conta de energia dos pequenos consumidores”, diz.


Até o momento não há previsão para a validação final da pauta. A proposta deve circular entre demais parlamentares e uma nova votação será feita até que a última versão de seu texto seja disponibilizada.

Últimas Notícias