Policial que assistiu morte de George Floyd se declara culpado

20/05/2022


Ex-agente de segurança cumprirá três anos na prisão



O ex-policial Thomas Lane que presenciou o colega Derek Chauvin matar George Floyd ao se ajoelhar em seu pescoço se declarou culpado de auxílio em homicídio ocorrido no dia 25 de maio de 2020. Esse assassinato gerou uma onda de protestos por injustiça racial naquele ano.


Derek foi sentenciado a 22 anos e meio de prisão em 2021, após ser condenado pelo assassinato de Floyd.


Com a declaração, Thomas evitou um julgamento pela acusação mais séria de ter favorecido homicídio. Ele concordou com a sentença de três anos na prisão - ainda sem audiência marcada.


Foto: Reprodução vídeo





Últimas Notícias