Polícia indicia ex-marido e mais três pela morte de gerente da Caixa

08/01/2021


Ex-marido teria pago R$ 25 mil para os executores do crime



A Polícia Civil concluiu o inquérito policial, nesta sexta-feira (8), que investiga a morte da gerente da Caixa Econômica Federal (CEF), Tatiana Lorenzetti. Antônio Henrique dos Santos, o ex-marido da vítima, e outros três envolvidos foram indiciados por feminicídio.


Santos, que foi preso acusado de mandar matar a ex-esposa, estaria tentando tirar a vida de Tatiana há pelo três anos, segundo a delegada Vanessa Alice, da Delegacia da Mulher. Nas duas primeiras vezes, não conseguiu. Agora, na terceira, pagou R$ 25 mil para ser dividido entre quatro pessoas.


“Ele pagou R$ 25 mil para dividir entre os quatro acusados que estão presos. Tudo para ficar com a guarda da criança e levar um seguro de vida”, afirmou a delegada Vanessa Alice.


Nesta quarta-feira (6), Moisés Gonçalves, o quinto e último suspeito de envolvimento no assassinato de Tatiana, foi preso. Ele é apontado pela polícia como intermediador e que teria contratado outros três homens para matar a gerente no dia 28 de dezembro.


Outros dois homens, André Luiz Correia Barboza e Thales Arantes da Silveira Serafim, tiveram as prisões convertidas em preventivas. Eles são suspeitos de terem sido contratados por Antonio para o assassinato.


O homem que teria atirado em Tatiana, conhecido pelo apelido de Neguinho, morreu em confronto com policiais militares após o crime.

Publicidade

Últimas Notícias

4 de Março de 2021

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

   CONTATO:

         E-mail: redacao@jornale.com.br

         CEL: (41) 9.9978-9956

Editorias

Editais Certificados

Siga Jornale

  • Pinterest
  • Tumblr Jornale