Governo do Paraná passa a defender modelo da menor tarifa nos pedágios

15/04/2021


Ministério da Infraestrutura informou que analisa propostas do setor produtivo



Após muitas críticas ao modelo de outorga, o Governo do Paraná mudou de ideia e passou a defender o modelo da menor tarifa na concessão dos pedágios no estado.


Os primeiros estudos do Ministério da Infraestrutura previam o modelo híbrido para as concessões. Desta forma, ganharia o leilão a empresa que desse o maior desconto na tarifa, limitado a 17%.


Em caso de empate, venceria a disputa quem pagasse mais dinheiro para o Governo Federal, o que é conhecido como outorga. A promessa era de tarifas até 67% mais baixas.


Os setores produtivos do estado afirmam querer um pedágio mais barato e também defendem um modelo de concessão baseado na menor tarifa. Sem limite para redução das tarifas e com uma espécie de caução, para garantir a realização das obras.


Quanto maior o desconto oferecido no preço do pedágio, maior o valor que precisa ser depositado em uma conta vinculada ao contrato.


O Governo do Paraná, então, avisou que a proposta ainda não estava fechada e que iria definir com a participação da sociedade.


Foto: Rodrigo Morosini/Agepar

Últimas Notícias