Mortes em confrontos com policiais no Paraná aumentam 9,74%

27/04/2022


Dados do Ministério Público são referentes ao ano passado



O Ministério Público do Paraná, por meio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), divulgou ontem o levantamento do número de mortes em confrontos com policiais civis e militares e guardas municipais durante o ano passado em todo o Estado. No total, foram 417 mortes em 2021 (sendo 211 no primeiro semestre e 206 no segundo). O número indica um aumento de 9,74% em relação ao ano anterior (2020), quando ocorreram 380 mortes.

Grande parte das ocorrências resultou de confrontos com policiais militares: 408 (208 no primeiro semestre e 200 no segundo), enquanto os casos envolvendo policiais civis foram dois (um em Curitiba e outro em Foz do Iguaçu), e os com guardas municipais somaram sete (cinco em Curitiba, um em São José dos Pinhais e um em Araucária). Considerando-se apenas as mortes em confrontos com policiais militares, os dados apontam que 62,16% das mortes foram de pessoas de até 29 anos. Entre os mortos nesses confrontos, 47,7% eram pardos, 5,6% eram negros e 46,7% eram brancos.

Ontem foi entregue ao governador Ratinho Junior uma carta assinada por diversas instituições, entre elas o Ministério Público do Paraná, com sugestões para a diminuição da violência policial no Estado.

Últimas Notícias