Lava Jato denuncia ex-presidente da Braskem e mais 2 por desvios de mais de R$ 1 bilhão

11/06/2021


Carlos José Fadigas de Souza Filho, Marcela Drehmer Andrade e José Spínola foram denunciados por esquema envolvendo organização criminosa, evasão de divisas e lavagem de dinheiro



O ex-presidente da Braskem Carlos José Fadigas de Souza Filho, a ex-diretora financeira da empresa Marcela Aparecida Drehmer Andrade e o advogado José Américo Spínola foram denunciados por integrar um esquema ilegal responsável por desvios avaliados em mais de R$ 1,1 bilhão, por fraudes em contratos.


A denúncia foi feita, nesta quinta-feira, dia 10, pelo Núcleo Lava Jato do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco/MPF-PR) à Justiça Federal.


O Ministério Público Federal (MPF-PR) pediu a condenação de Souza Filho, que possui acordo de colaboração premiada, por organização criminosa, evasão de divisas e lavagem de dinheiro.


No texto, os procuradores denunciaram Marcela Andrade por organização criminosa e evasão de divisas, e o advogado José Spínola foi denunciado por organização criminosa.


De acordo com a denúncia, os crimes foram registrados entre os anos de 2006 e 2014. O esquema do qual os três denunciados faziam parte desviou neste período cerca de US$ 27 milhões por ano, o que, na soma, chega a US$ 216 milhões, conforme os procuradores.


O dinheiro desviado dos valores de contratos ilícitos, segundo o MPF-PR, era enviado para contas da empresa no exterior e, depois, era utilizado para fins ilegais, como pagamento de propinas.


Foto: Reprodução vídeo


Siga nossa página no Facebook: https://www.facebook.com/jornale.curitiba/


Fale com o Jornale, acesse: https://www.jornale.com.br/contato





Últimas Notícias