Justiça manda a júri ex-marido por morte de bancária

12/10/2021


Tatiana Lorenzetti tinha 40 anos e era gerente de uma agência da Caixa



A Justiça determinou que quatro réus pela morte da gerente bancária Tatiana Lorenzetti, em Curitiba, vão a júri popular. Tatiana tinha 40 anos, era gerente de um banco, e foi morta com um tiro na cabeça no dia 28 de dezembro quando saia de uma agência da Caixa Econômica Federal, no bairro Capão Raso.

De acordo com a denúncia do Ministério Público do Paraná (MP-PR), o crime foi encomendado pelo ex-marido da vítima, Antônio Henriques dos Santos. Ele é acusado de feminicídio qualificado por motivo torpe, recurso que dificultou a defesa da vítima e praticado no âmbito doméstico e familiar.

Outros três homens, acusados de intermediar a contratação do atirador que matou a vítima, de planejar o crime e de participar da ação no dia do assassinato, respondem por feminicídio qualificado pela promessa de recompensa, recurso que dificultou a defesa da vítima e praticado no âmbito doméstico e familiar.

Últimas Notícias