Julgamento pela morte de Rachel Genofre será no dia 12 de maio

13/04/2021


Santos está preso em Sorocaba por outros crimes



A Justiça marcou para o dia 12 de maio o júri popular do acusado de matar Rachel Genofre, em 2008. Carlos Eduardo dos Santos, que está preso no Presídio de Sorocaba, em São Paulo, por outros crimes, será julgado por homicídio triplamente qualificado mediante meio cruel e ocultação do corpo, com possibilidade de aumento da pena em um terço em caso de condenação. No julgamento, serão ouvidas sete testemunhas escolhidas pelo Ministério Público do Paraná (MPPR) e outras três pela defesa do réu.


Apesar de o crime ter sido cometido em novembro de 2008, Santos só foi identificado 11 anos depois, em setembro de 2019 por exame de DNA. Ele está preso em Piraquara, mas deve ser transferido para a penitenciária de Sorocaba, em São Paulo, onde já cumpria pena de 25 anos por outros crimes. Após a identificação pelo DNA, o acusado confessou o crime.


Rachel Genofre, 9 anos, foi encontrada morta dentro de uma mala, abandonada na Rodoviária de Curitiba, no dia 5 de novembro de 2008, com sinais de violência sexual e estrangulamento, dois dias depois dela desaparecer.

Últimas Notícias