Greca se filia ao PSD em evento neste sábado (25)

22/06/2022


Prefeito aceitou o convite do presidente da legenda



O prefeito de Curitiba, Rafael Greca, filia-se, neste sábado (25/6), ao Partido Social Democrático (PSD). Ele aceitou o convite de Gilberto Kassab, presidente nacional da legenda, e do governador Carlos Massa Ratinho Junior, presidente estadual do partido, que estarão presentes à cerimônia. A filiação de Greca ao PSD ocorre, às 10 horas, na Sociedade Thalia, no Centro de Curitiba, e terá a presença de lideranças políticas locais, estaduais e nacionais. “Aceitei prazerosamente o convite do meu amigo ex-prefeito de São Paulo e ex-deputado federal, Gilberto Kassab. A minha escolha reflete o caminho do equilíbrio tão necessário ao Brasil contemporâneo. E aqui no Paraná se alinha com os bons propósitos do governador Ratinho Junior, penhor do bem que desejamos para a nossa terra e nossa gente”, afirma Greca. Para o governador Carlos Massa Ratinho Junior, “Rafael Greca é um cidadão e homem público com uma rica história de contribuições a Curitiba, ao Paraná e ao Brasil. Como administrador e urbanista promoveu uma revolução em Curitiba que se reflete na melhoria da qualidade de vida de milhares de famílias. Sua chegada engrandece o PSD”. Trajetória Único prefeito eleito três vezes em Curitiba, Rafael Greca nasceu na capital paranaense em 17 de março de 1956. É filho de Terezinha Greca de Macedo e do engenheiro Eurico Dacheux de Macedo e casado com a jornalista Margarita Pericás Sansone. É formado em Economia e Engenharia, com especialização em Urbanismo e membro concursado do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc). "Pela terceira vez eu fui eleito para cuidar da nossa amada Curitiba, um reconhecimento da população à determinação da minha gestão de garantir melhores serviços de saúde, educação e assistência social, e de recuperar o DNA inovador da capital, em áreas como meio ambiente, mobilidade e sustentabilidade", destaca o prefeito. Greca foi reeleito em 2020, em primeiro turno com 59% dos votos, para o período 2021-2024. A segunda gestão teve início em 2017 e ele já tinha comandado a capital entre 1993 e 1996.

Últimas Notícias