Governo do Paraná planeja vacinar 4 milhões de pessoas em 2021

16/01/2021


Primeiro público-alvo é composto por profissionais que aplicarão a vacina



A Secretaria de Estado da Saúde publicou na sexta-feira (15) o Plano Estadual de Vacinação contra a Covid-19. O documento foi elaborado seguindo as diretrizes do Programa Nacional de Imunizações (PNI) do Ministério da Saúde (MS) e teve a colaboração do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde do Paraná (Cosems/PR). O Plano prevê ações e estratégias para os três níveis de gestão, União, estado e municípios.


Conforme anunciado pelo Ministério da Saúde, a quantidade de vacinas a serem destinadas ao Paraná é de 5% do total que o país tiver disponível. Com a quantidade de doses disponibilizadas, seguindo a ordenação por grupos prioritários, a previsão é vacinar o total de 4.049.801 pessoas no ano de 2021. A vacinação ocorrerá de acordo com o recebimento dos imunizantes, de forma gradual e escalonada.


De acordo com o governador Ratinho Jr., o Paraná está preparado para iniciar a vacinação a qualquer momento. “Nosso estado tem uma estrutura de logística excelente, que funciona muito bem. Além disso colocamos toda a nossa frota aérea à disposiçao, com aviões e helicópteros, para a entrega das vacinas nos locais mais distantes. Queremos que todos os 399 municípios iniciem a vacinação juntos.”


A definição de grupos prioritários para receber as doses da vacina contra a Covid-19 seguiu critérios do Ministério da Saúde, tempo de contato (ou exposição) com os pacientes Covid-19 e pessoas com maior risco de complicações pela infecção causada pelo Sars-CoV-2.


Na primeira etapa da vacinação a população alvo a ser vacinada contra a Covid-19 é composta por profissionais que aplicarão as vacinas, pessoas com mais de 60 anos que residem em Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPI) e os profissionais que atuam nos locais, população indígena, todos os trabalhadores que atuam em unidades de saúde que atendem pacientes com suspeita ou confirmados de infecção pelo novo coronavírus. Na sequência o Estado planeja vacinar pessoas com 80 anos ou acima desta idade, pessoas entre 75 e 79 anos e assim sucessivamente até aqueles que tem idade variando entre 60 e 64 anos.


Últimas Notícias