Governo anuncia intenção de comprar 10 milhões de doses da Sputnik V

05/02/2021


Ministério informou que a compra só será concretizada se a Anvisa aprovar



O secretário-executivo do Ministério da Saúde, Elcio Franco, anunciou nesta sexta-feira (5) a intenção de comprar 10 milhões de doses da vacina Sputnik V importadas da Rússia. A informação foi divulgada pelo ministério.


A compra, no entanto, só vai ser concretizada se a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) liberar o uso emergencial da vacina e se o governo considerar o preço "competitivo".


Elcio comunicou a intenção a representantes do laboratório União Química, que deverá produzir o imunizante no Brasil, em uma fábrica no Distrito Federal. O ministério também disse que, num momento posterior, pretende comprar doses da Sputinik V fabricadas pelo laboratório em território nacional.


O Brasil negocia a compra de 30 milhões de doses de vacinas contra Covid-19 depois que a Anvisa simplificou as regras para o uso emergencial.


O interesse do governo pela Sputnik V aumentou depois de a Anvisa ter retirado a exigência de estudos de fase 3 conduzidos no Brasil para aprovação de uso emergencial das vacinas contra a Covid-19. A fase 3 é quando a vacina é testada em larga escala, com milhares de voluntários, para avaliar sua segurança e eficácia.


Até então, os estudos da fase 3 tinham que ter sido feitos obrigatoriamente no país, o que não aconteceu com a Sputnik V.


Após a decisão da Anvisa, o governo sinalizou também interesse na vacina Covaxin, produzida pelo laboratório indiano Bharat Biotech. Somando as compras iniciais da Sputnik e da Covaxin, o governo estima obter 30 milhões de doses.

Publicidade

Últimas Notícias

28 de Fevereiro de 2021

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

   CONTATO:

         E-mail: redacao@jornale.com.br

         CEL: (41) 9.9978-9956

Editorias

Editais Certificados

Siga Jornale

  • Pinterest
  • Tumblr Jornale