Flávio diz que Bolsonaro aguarda 'segurança' para filiar-se ao Patriota

14/06/2021


Senador filho do presidente já fez sua opção partidária



O senador Flávio Bolsonaro (Patriota-RJ) externou nesta segunda-feira, 14, a preocupação do presidente Jair Bolsonaro em relação à disputa interna no Patriota. O presidente da República negocia a entrada na legenda para disputar a reeleição, em 2022, mas as mudanças promovidas no estatuto do partido para permitir o controle de diretórios da legenda por seus aliados são alvo de contestação na Justiça.


"(Jair Bolsonaro) Está aguardando os desdobramentos do que o Patriota tem resolvido internamente. Nós não queremos ter preocupações partidárias, o presidente já tem o País para tomar conta e a gente tem que ocupar a cabeça com as questões eleitorais", afirmou o filho mais velho do presidente durante convenção da legenda.


O presidente do Patriota, Adilson Barroso, pretende fazer uma espécie de intervenção para mudar o comando de diretórios estaduais, com o objetivo de abrigar o grupo político de Bolsonaro.


"Tem muito mais em jogo do que um diretório municipal mudar, um diretório estadual mudar, um assento na Executiva Nacional. O partido é para dar tranquilidade", afirmou Flávio Bolsonaro.


O filho "Zero Um" do presidente admitiu a intenção de aliados bolsonaristas assumirem postos na estrutura partidária. "O presidente quer vir com esse cenário, esse contexto de tranquilidade, de segurança jurídica obviamente, de ter pessoas que possam tocar o partido nos Estados que sejam de confiança. Isso já está acontecendo, então nem haveria necessidade de mudança."


Para se filiar, Jair Bolsonaro exige o controle dos diretórios e do caixa do partido. Foi por isso que rompeu com o PSL e depois não conseguiu voltar para a sigla. Bolsonaro também cobrava do PSL um "alinhamento ideológico" com pautas do governo e a expulsão de deputados que o atacam, como Júnior Bozzella (SP), Julian Lemos (PB), Joice Hasselmann (SP) e Delegado Waldir (GO).O presidente do PSL, Luciano Bivar (PE), não aceitou essas condições e as negociações emperraram.


Nova convenção

Após o racha no Patriota se tornar público, o presidente do partido convocou nova convenção nacional para esta segunda-feira (14) na tentativa de evitar que a briga inviabilize a filiação do clã presidencial. O edital convocando outra convenção do partido, "na modalidade virtual e/ou presencial" foi publicado na sexta-feira, 11, tendo como pauta "proposta de filiação de interesse político-partidário nacional", adequação e alteração do estatuto interno e criação de um Conselho Político, entre outros assuntos.

Últimas Notícias