Enfermeiros de Maringá fazem carreata nesta quinta, para pedir aprovação da PL 2564/2020

12/05/2021


Enfermeiros, técnicos de enfermagem, auxiliares de enfermagem e de parto, tem pouco a comemorar nesta quarta-feira, 12, Dia Internacional do Profissional de Enfermagem


A categoria, essencial no combate à pandemia, sofre com a falta de garantias trabalhistas e em algumas regiões do país, até mesmo com a falta de epis. Dados do Conselho Federal de Enfermagem demonstram que houve redução de 70% nos óbitos após a vacinação, resta O FATO que um terço dos profissionais de saúde que morreram no mundo é do Brasil.


Só no Paraná 8.127 profissionais de enfermagem foram contagiados pelo coronavírus e 123 morreram de Covid-19.

A essas criticidades se agregam direitos não reconhecidos que encontram resistência para se efetivarem, denuncia o Sinteemar.

ATO PÚBLICO EM MARINGÁ

Em Maringá, o Sindicato dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino - Sinteemar, programou um ato público para apresentar à sociedade as reivindicações da categoria. O ato que tem como tema, "Um grito pela Enfermagem", acontece nesta quinta-feira, 13, a partir da 8 da manhã em frente ao Hospital Regional Universitário da UEM, e precede uma carreata que percorrerá ruas e avenidas da região do grande Mandacaru, prosseguirá pela avenida Brasil com encerramento na Praça Raposo Tavares, no centro de Maringá.


CATEGORIA QUER APROVAÇÃO DA PL 2564/2020 - QUE INSTITUI PISO SALARIAL NACIONAL E CARGA DE 30H

Entre as reivindicações que os profissionais da saúde levam para as ruas nesta quinta, está a aprovação da PL 2064/2020 - que institui o piso salarial nacional da categoria. Segundo José Maria Marques, presidente do Sinteemar, há notícias de que hospitais particulares da cidade estejam oferecendo vagas de emprego para enfermeiros com salário R$ 1,5 mil por mês.

"Isso é um absurdo", reclama Marques, "se um enfermeiro que está arriscando sua vida pelo população ganha só R$ 1,5 mil, imagine o que estão oferecendo para técnicos e auxiliares de enfermagem. O piso de um enfermeiro deveria ser de pelo menos R$ 5 mil". veja no vídeo acima, a entrevista completa de José Maria Marques.


Outra reivindicação que os enfermeiros consideram essencial, é a redução da carga horária de 40 para 30 horas semanais.


A PL 2564/2020 que tem como objetivo instituir piso salarial nacional do Enfermeiro, do Técnico de Enfermagem, do Auxiliar de Enfermagem e da Parteira, tramita atualmente no Senado Federal, é uma proposição do senador Fabiano Contarato (REDE - ES), tem como relatora a senadora Zenaide Maia - PROS e sua aprovação substituirá a Lei 7.498/1986.


No portal do Senado, é possível votar à favor ou contra a proposição de Lei. Até hoje, das cerca de 1 milhão de pessoas que votaram no site, 99,5% votaram à favor da aprovação.



Últimas Notícias