Empresas participantes do Tech by Sebrae aumentam em 46% seu faturamento

28/06/2022


No Paraná, associadas da Assespro-PR recebem apoio para participar da capacitação


Chegar mais longe, sob a orientação de quem conhece o caminho, é o que propõe o programa Tech by Sebrae. Com uma agenda especial, o cronograma tem um único objetivo: conectar empresas inovadoras a temas relevantes para fomentar o crescimento e a inovação.

O Tech by Sebrae acontece em todas as 12 unidades da entidade espalhadas no Paraná, com programações que começam em junho e se estendem até outubro. Haverá rodada de negócios, ciclo de palestras e seminários. “A ideia é ajudar as empresas a multiplicarem seus resultados do negócio, conhecendo estratégias e conceitos que ajudam na inovação, na expansão de conceitos, no aumento da competitividade e na multiplicação de resultados”, destaca o presidente da Associação das Empresas Brasileiras de Tecnologia da Informação (Assespro-PR), Lucas Ribeiro.

A Assespro-PR é parceira do programa e para contribuir com o desenvolvimento das associadas vai custear o valor da capacitação para as primeiras 25 empresas. Conforme Ribeiro, essa é uma das missões da Assespro: incentivar o desenvolvimento das pequenas empresas e colocá-las em um cenário de protagonismo.

Todas as empresas participantes terão acesso às 5 masterclass; 10 horas de consultoria especializada; mentorias coletivas mensais para empresas de tecnologia; além de webinars, palestras exclusivas e consultorias especializadas.

O resultado, garante a organização do time Sebrae, é crescimento. Dados mostram que as empresas participantes das edições anteriores expandiram seu faturamento, em média, 46%, a partir da inovação em vendas, processos, produtos e serviços. O crescimento, dizem os especialistas, só é possível a partir de mudanças com o ferramental correto e aplicação prática.

Pequenas notáveis

As micro e pequenas empresas ajudam muito na economia do País. Na criação de empregos formais neste ano, por exemplo, dos 700,59 mil postos de trabalho formais criados no Brasil de janeiro a abril, 585,56 mil, 76% do total, originaram-se de pequenos negócios, conforme o Sebrae, com base em dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério da Economia. O setor com mais destaque é o de serviços, com a abertura de 93,4 vagas em micro e pequenas empresas, de um total de 117 mil postos apurados pelo Caged. De acordo com o Sebrae, a reabertura da economia, após a vacinação contra a covid-19, tem impulsionado a recuperação do segmento.

Últimas Notícias