Seis dicas de como sair do vermelho e economizar

11/05/2022


Especialista oferece dicas de como gerenciar melhor as dívidas e sair do sufoco



Atingido pela inflação mais forte das últimas duas décadas, o brasileiro tem passado dificuldades para gerenciar as contas. De acordo com o levantamento feito pela Proteste, Associação Brasileira de Defesa do Consumidor, 70% da população está endividada e o principal vilão da economia foi a conta de telefone, presente na vida de 32% dos entrevistados. Para ajudar a driblar as dívidas, Rafael Humberto, CTO da fintech Beblue, conhecida por seu app de cashback e, mais recentemente, seus serviços de carteira digital, trouxe seis dicas para mostrar como é possível sair do vermelho nas contas e economizar, confira:


1 - Anote suas dívidas


O primeiro passo para sair definitivamente do vermelho é controlar aquilo que foi gasto. Não é fácil criar este hábito, mas é importante ter um mapeamento do que precisa ser pago. Anote o número de parcelas, juros, o que já foi pago e o que resta a pagar.


2 - Corte gastos


Não é novidade que cortar alguns gastos, principalmente os que estão ligados a hábitos do dia a dia, acabam ajudando no orçamento. Por isso, verifique o que pode ser evitado na sua rotina. Às vezes, o hábito de consumir um café todos os dias na padaria pode ser substituído pelo café em casa, ou evitar pedir comida por delivery todos os fins de semana já ajudam no bolso.


3 - Negocie o que está em atraso


Nada melhor do que colocar a casa em ordem para conseguir pensar no futuro, ainda mais se precisar de alguma compra de urgência. Por isso, para garantir linhas de créditos, negocie as dívidas em atraso, tente pagá-las em pequenas parcelas - verificando seus juros - e assim ganhe mais flexibilidade na vida financeira.


4 - Utilize serviços de cashback


Hoje, o cashback - popularmente conhecido como dinheiro de volta - caiu no gosto do consumidor. E isso também pode ser bom para o bolso. Realizar as compras ou pagar contas dentro de serviços como carteiras digitais que oferecem cashback pode ajudar a economizar ainda mais. “Na carteira digital do Beblue, por exemplo, os usuários podem comprar pelo aplicativo dos nossos parceiros e receber uma porcentagem de volta, além de conseguir gerenciar por lá todo o benefício”, explica.


5 - Procure ofertas e descontos na hora de comprar algo novo


Planejamento é essencial quando pensamos em adquirir um item novo. Por isso, pesquise, procure ofertas e descontos na hora de escolher o produto. Muitas vezes, existem diferenças consideráveis entre os preços das lojas.


6 - Organize-se para guardar dinheiro


Apesar da alta da inflação e com o aumento do custo de vida em muitos lugares do país, é importante tentar manter o planejamento em dia para guardar dinheiro. “Muitas vezes, compras e dívidas aparecem em caráter de urgência e precisamos estar preparados para essas situações. Então, construa uma planilha financeira, anote os gastos fixos e veja se consegue guardar valores pequenos, mês a mês. Assim, aos poucos, você conseguirá ter uma reserva para necessidades emergenciais, como compras que possam aparecer em caráter de urgência”, finaliza o executivo.


Sobre a Beblue


Fundada em 2016, na cidade de Ribeirão Preto (SP), a fintech Beblue assumiu o pioneirismo no Brasil como meio de pagamento que permite ao consumidor ampliar o poder de compra com sistema de recompensas em cashback. Em 2019, a startup passou por reestruturação organizacional e tecnológica após aporte recebido do fundo de investimento Vector Inovação e Tecnologia (VIT), que também detém o controle societário. E, em 2022, anunciou a atuação como carteira digital, permitindo a realização de uma série de transações financeiras em um só lugar. Saiba mais: https://www.beblue.com.br/


Foto: Freepik

Últimas Notícias