Curitiba: Regional Santa Felicidade tem unidades de saúde reformadas e aguarda o Viaduto do Orleans

28/12/2021


Região é composta por 12 bairros e tem aproximadamente 142 mil habitantes



A Regional Santa Felicidade, endereço do famoso polo gastronômico da cidade, recebeu atenção constante da Prefeitura em 2021. Foram investimentos na forma da recuperação da malha viária, com a aplicação de asfalto novo, obras de drenagem para prevenir alagamentos, além de manutenção permanente de parques e praças.


Formada por 12 bairros e habitada por 142.577 habitantes (IBGE/ IPPUC 2020), as ruas e espaços da região receberam iluminação moderna e eficiente de LED, com destaque para a implantação de iluminação cênica na Igreja Matriz.


Unidades de saúde foram reformadas para melhor atender a população e um antigo sonho da comunidade, o novo Viaduto Orleans, começa a sair do papel.


Novo Viaduto do Orleans

Uma reivindicação antiga dos moradores aos poucos vai se transformando em realidade. O novo Viaduto do Orleans está prestes a sair do papel. A nova estrutura irá funcionar como uma rotatória estendida e elevada para a ligação dos dois lados da rodovia sem interrupções.


Será melhorada a mobilidade para a integração das regiões da CIC ao Campo Comprido e Orleans com São Braz e Santa Felicidade ao restante do norte de Curitiba. O viaduto também vai melhorar o acesso à BR 277 na integração metropolitana com Campo Largo.


O novo viaduto do Orleans vai facilitar os deslocamentos na região, que hoje tem o trânsito saturado. Pelo viaduto existente passam 3 mil veículos por hora nos picos de maior movimento.


A estrutura do viaduto existente será mantida ao centro e ganhará projeto paisagístico. No que seria a pista do viaduto antigo o uso será exclusivo para a travessia de pedestres e ciclistas.


Igreja ganha iluminação cênica

A Igreja São José e Santa Felicidade, na Avenida Manoel Ribas, construída por imigrantes italianos há 130 anos e primeira no mundo fundada pela congregação de São Carlos Scalabrinianos, ganhou nova iluminação cênica com tecnologia LED, que destaca detalhes arquitetônicos da fachada.


O novo sistema luminotécnico foi entregue à comunidade da região em dezembro de 2021. Para realçar as características da edificação, a Prefeitura instalou 12 projetores LED embutidos no piso para a iluminação das fachadas da igreja. No ponto central superior foi instalado um projetor LED de 160 watts que ilumina o vitral de dentro para fora.


Também receberam iluminação especial os desenhos arquitetônicos das aberturas na fachada frontal, a fachada vertical e o mural acima da porta de entrada, a torre do campanário e a parte interna da torre.


A primeira biblioteca pública municipal descentralizada da cidade, o Farol do Saber Machado de Assis completou 27 anos e também ganhou iluminação cênica.


Unidades de saúde reformadas

A Prefeitura fez obras de reformas e melhorias nas unidades de saúde Santa Felicidade, Vista Alegre, Nova Orleans, União das Vilas e Pilarzinho. Na US Pilarzinho, foi feita a troca do piso, pintura interna, ampliação da farmácia, construção de banheiro para pessoas com deficiências e a instalação de lavatórios nos consultórios.


As melhorias incluíram ainda remodelação da clínica odontológica, reforma nos banheiros dos funcionários, troca de luminárias e criação de um guichê de atendimento para pessoas com deficiência na recepção.


População assistida


De janeiro a novembro de 2021, o distrito sanitário da Regional Santa Felicidade realizou 142.619 consultas médicas, 48.121 de enfermagem e 24.649 procedimentos odontológicos, além de 421.867 procedimentos médicos e de enfermagem. A UPA Campo Comprido fez 75.196 atendimentos.


Novo pavimento

A Rua Frederico Menegusso, no bairro Santa Felicidade, deu adeus à lama e à poeira. A via recebeu a implantação de pavimento de paver ao longo de 416 metros, no trecho entre a Rua Doutor Leão Mocellin até o fim da via, e completa infraestrutura de drenagem.


A ação faz parte do programa Asfalto no Saibro, que cobre com pavimento de qualidade ruas antes sem infraestrutura e que são também beneficiadas com serviços de drenagem, com implantação de galerias de águas pluviais, bocas de lobo e meio-fio. O programa pavimentou 4,6 km de ruas em 2021. Foram realizadas 16 ações nas vias para livrar os moradores de poeira, lama e buracos. Nos últimos 5 anos, o programa de recuperação viária executou 48,5 km de asfalto na região, somando 125 intervenções.


Aulas de tênis

A Praça Neuma Cortes Monclaro passou a ser ponto de encontro de crianças e adolescentes do São Braz para participarem de aulas gratuitas de tênis. A área ganhou uma quadra poliesportiva com alambrado, duas quadras de minitênis e melhorias como plantio de grama, colocação de pedrisco, calçada de asfalto e pintura dos muros. A academia ao ar livre foi realocada e o parquinho das crianças recuperado. A praça também ganhou nova iluminação.


Praça dos 500 anos


A Praça Brasil 500 anos, que celebra a chegada dos portugueses às terras brasileiras, no Parque Tingui, recebeu uma série de melhorias. Além de novo paisagismo, houve reforma das estruturas e recuperação do calçamento e do mastro. O cacique dos tinguis, que antes dava boas-vindas aos visitantes na entrada da unidade de conservação, agora representa os mais antigos donos da terra na Praça Brasil 500 anos.


No Butiatuvinha, a Praça Theophilo Benato passou por reforma do alambrado e colocação de rede de nylon no entorno da cancha esportiva.


Rua da Cidadania

Ponto de encontro para a população que busca acesso facilitado aos serviços públicos oferecidos pela Prefeitura, a Rua da Cidadania de Santa Felicidade passou por reformas para melhor atender a população. A estrutura de 3.800 metros quadrados recebeu recuperação de suas estruturas metálicas, incluindo a substituição de elementos de travamento. Também foi revitalizado o piso das passarelas e renovada a pintura.


Sinaleiro no cruzamento

No cruzamento da Avenida Manoel Ribas com a Rua Luiz Pelegrino Toaldo foi implantado um semáforo para resolver conflitos de trânsito e possibilitar uma travessia mais segura aos pedestres. O equipamento vinha sendo solicitado por moradores da região, através do serviço 156, desde que a revitalização da Avenida Manoel Ribas foi concluída.


“A Prefeitura ouviu a nossa demanda e garantiu mais segurança para a travessia de pedestres, além de organizar melhor a circulação de veículos”, disse Regina Saraceni, presidente da Associação dos Moradores do Conjunto Veneza e moradora do local há 12 anos.


Contra as enchentes

No Orleans, foi instalada uma galeria de águas pluviais e caixa de captação nas ruas Olívia Gonçalves Freitas e Nabal Guimarães Barreto. Também foi fixada uma tubulação de 60 cm de diâmetro na Rua Virgínia Dalabona, na altura do CEI Pedro Dallabona. O trabalho incluiu obras de urbanização, com asfaltamento de um trecho de 1.135 metros e duas lombadas.


Mais drenagem


No Campina do Siqueira, a Prefeitura implantou 782 metros de condutos forçados no Conjunto Olarias (entre as ruas Tito Calderari e Emílio de Almeida Torres) para prevenir alagamentos.


As obras abrangem também melhorias em 1.900 metros de pavimento, calçamento e paisagismo. No Rio Cascatinha, foi feita a limpeza e o desassoreamento numa extensão de 1.800 metros do seu curso. A intervenção aconteceu entre as ruas Ângelo Trevisan e Rio Barigui.


Moradores mais tranquilos


O mesmo procedimento foi realizado na Rua Nabal Guimarães Barreto, entre a Rua Antônio Adão Falarz e a Avenida Três Marias, no Orleans. Ali foi implantada uma nova galeria de águas pluviais de 360 metros, para minimizar os riscos de inundações. Na Rua Yolando João Toninelo, no São Braz, os moradores também estão mais tranquilos. A Prefeitura construiu uma nova galeria para prevenir enchentes em períodos chuvosos.


“Agora ninguém mais fica preocupado quando começa a chover forte. O serviço foi muito bem feito”, elogiou Tarcísio Vichinhevski, aposentado, morador da Rua João Toninelo.


Zeladoria urbana

A Prefeitura faz o trabalho constante de zeladoria nos bairros da região. As ações previnem alagamentos, deixam parques, praças e áreas públicas livres do mato e mantém a malha viária em dia, trazendo mais qualidade de vida e segurança à população.


Drenagem: 15.071m

Roçadas: 2.694.858 m²

Tapa-buracos: 242.742 metros

*Período de janeiro a novembro de 2021


Escolas equipadas

A Escola Municipal Vereador João Stival, em Santa Felicidade, foi a primeira da região a receber o novo mobiliário e também os materiais pedagógicos que começarão a ser usados no próximo ano letivo. Com 28 unidades de ensino, a Regional Santa Felicidade está recebendo R$ 3 milhões em investimentos.


Bairros mais iluminados

A Prefeitura instalou 522 luminárias de LED nas ruas e espaços públicos da Regional Santa Felicidade em 2021. Nos últimos 5 anos, os 18 bairros da região receberam 8.349 lâmpadas de LED. Mais eficiente e econômico, o novo sistema convive com o tradicional, cujas lâmpadas queimadas e quebradas seguem sendo repostas. Em 2021 foram atendidos 7.880 pedidos para substituição na área.


Espaços verdes renovados

Além de ter sua escultura de volta, em 2021 o Parque Tingui passou por intervenções em seus lagos como limpeza, desassoreamento e contenção das margens, reforma de uma ponte e de uma passarela de madeira, além do telhado do Memorial Ucraniano. A Praça dos 500 anos também foi revitalizada.


Arte na Feira

O mês de outubro de 2021 marcou a retomada do projeto Arte na Feira – atração cultural promovida durante a Feira Noturna da Praça San Marco, às terças-feiras, e que ficou suspensa durante a fase mais crítica da pandemia do novo coronavírus. Um recital de choro foi o espetáculo escolhido para a retomada da agenda. O local é vizinho ao terminal de ônibus e à Rua da Cidadania de Santa Felicidade.


Infância inclusiva

Pronto desde março deste ano, o parquinho inclusivo do Parque Barigui, próximo da chaminé atrás do Museu do Automóvel, com acesso pela Alameda Professor Rubens Requião, era uma demanda antiga dos pais de crianças com necessidades especiais.


Sem degraus ou barreiras, o projeto do novo parquinho foi pensado como um caminho circular, com bancos, áreas de estar, jardins e brinquedos.


Integração de crianças


Uma das principais características do projeto da Secretaria do Meio Ambiente é a integração entre as crianças de diversas idades, com deficiência ou não, favorecendo o desenvolvimento de aspectos sensoriais, comunicativos, afetivos, sociais, cognitivos e motores.


O piso emborrachado, com diversas cores, próprio para a absorção de impactos, garante segurança para as brincadeiras. Foram implantados também tabuleiros de jogos clássicos, como jogo da velha, damas/xadrez e trilha e um quadro negro para desenhos com giz. O parquinho antigo foi remodelado, com a substituição dos brinquedos por outros mais modernos e foi mantido o piso de areia.


Ação social

No período de janeiro a novembro de 2021, os atendimentos da Fundação de Ação Social (FAS), na regional foi levado a 3.954 famílias.


Alguns atendimentos sociais tiveram que ser feitos de forma remota em função da pandemia, como foi o caso do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos para crianças, adolescentes e idosos que sofrem violação de direitos, que realizou 411 ações. E foram realizadas 344 abordagens a pessoas em situação de rua.


Foto: Daniel Castellano/SMCS

Últimas Notícias