Comícios de Trump podem ter causado 30 mil casos de covid-19

01/11/2020


Pesquisadores de Stanford analisaram a mudança nas curvas



Um estudo da Universidade de Stanford, nos Estados Unidos, sugere que 18 dos comícios promovidos por Donald Trump, atual presidente do país e candidato à reeleição, entre junho e setembro podem ter causado ao menos 30 mil novos casos de covid-19 e 700 mortes. Mesmo com a pandemia, o mandatário tem ignorado as recomendações de distanciamento social e promovido grandes eventos.


O principal objetivo da pesquisa, assinada por B. Douglas Bernheim, Nina Buchmann, Zach Freitas-Groff e Sebastián Otero, do departamento de Economia da universidade, é estimar o impacto de encontros de grandes grupos em meio à pandemia do novo coronavírus. O estudo foi divulgado inicialmente nas redes sociais dos pesquisadores e ainda não foi revisado.


Para chegar a essa estimativa, os autores não usaram como base os casos confirmados de pessoas que compareceram aos eventos de Trump. Na verdade, eles compararam a situação da doença pré-comício em cada um dos 18 condados com até as dez semanas seguintes, para analisar o ritmo de contaminação e o impacto do evento. Além disso, compararam as curvas dessas regiões com as de outros condados de proporções semelhantes que tinham cenários parecidos no período anterior aos encontros.


Foram analisados os comícios que ocorreram entre os dias 20 de junho, em Tulsa, no Oklahoma - um evento esvaziado no interior de uma arena -, e 22 de setembro, em Pittsburgh, na Pensilvânia.

Publicidade

Últimas Notícias

7 de Março de 2021

Site de Notícias de Curitiba / Paraná

   CONTATO:

         E-mail: redacao@jornale.com.br

         CEL: (41) 9.9978-9956

Editorias

Editais Certificados

Siga Jornale

  • Pinterest
  • Tumblr Jornale