Cine Passeio é palco da comemoração dos 30 anos do Grupo Dignidade

15/03/2022


Espaço terá a fachada iluminada nas cores da bandeira arco-íris



Com a fachada iluminada nas cores da bandeira arco-íris, símbolo do movimento LGBTI, o Cine Passeio foi palco na noite de segunda-feira (14/3) da solenidade de comemoração dos 30 anos do Grupo Dignidade. Pioneiro no Paraná na promoção dos direitos de lésbicas, gays, bissexuais, travestis, transexuais e intersexuais, o grupo homenageou personalidades e instituições que contribuem com as causas do movimento.


A presidente da Fundação Cultural de Curitiba, Ana Cristina de Castro, foi uma das homenageadas com o prêmio Aliad@s pela Cidadania LGBTI. O presidente do Grupo Dignidade, Toni Reis, destacou o papel da cultura na conscientização sobre a diversidade de gênero.


“Quando fundamos o Dignidade há 30 anos nós tínhamos 5% do apoio da população, hoje estamos beirando 60%, isso mostra que a nossa cultura está se tornando mais civilizatória”, comparou Reis, citando a contribuição da Fundação Cultural de Curitiba neste período.


“A Fundação Cultural nos ajuda muito, sempre, em todas as nossas ações, e por isso ela é uma das nossas homenageadas, pelas Paradas, pelas marchas, pelos eventos, pelas mostras de filmes, pelos debates que vemos em Curitiba. Queremos construir uma cultura de paz, de respeito e de cidadania e a Fundação Cultural é nossa parceira nessa caminhada”, afirmou Toni Reis.


Ana Cristina de Castro, ao receber a homenagem, confirmou o propósito da instituição em promover o respeito às liberdades. “Nossa política cultural tem como uma de suas premissas a formação da cidadania através da cultura e, nesse sentido, temos buscado nos alinhar às iniciativas que contribuem para uma sociedade livre de preconceito e discriminação”, disse Ana Castro.


A presidente citou que a FCC leva a temática de gênero em inúmeros eventos e programações, nas diversas linguagens artísticas, e que recentemente, durante o durante o período de pandemia, entre os vários editais lançados para socorrer os trabalhadores da cultura, um deles foi o de Ações Afirmativas. O edital foi especialmente destinado a projetos artístico-culturais com temática voltada à diversidade sexual, à igualdade racial, aos direitos das mulheres e à promoção de direitos das pessoas com deficiência.


Além da Fundação Cultural de Curitiba, foram homenageadas, também representando a Prefeitura de Curitiba, a Secretaria Municipal da Saúde e a Assessoria de Direitos Humanos.


Como parte das comemorações, foi aberta no Cine Passeio uma exposição sobre a história do Grupo Dignidade. Ela está montada no hall da Sala Valêncio Xavier, onde também estão sendo exibidos até sábado (19/3), às 17h e 18h, dois curtas com a temática LGBTI+.

Últimas Notícias