Cientistas da Nova Zelândia descobrem raro filhote de tubarão-fantasma

17/02/2022


Animal pode ajudar a ampliar conhecimento científico sobre criatura misteriosa



Cientistas na Nova Zelândia descobriram um tubarão-fantasma recém-nascido que pode ajudar a ampliar o conhecimento sobre a criatura “misteriosa”. O animal foi encontrado a uma profundidade de cerca de 1.200 metros em Chatham Rise, uma área do fundo do oceano na costa leste do país.


Segundo a CNN Brasil, a descoberta “muito rara” foi realizada durante uma pesquisa recente, disse o Instituto Nacional de Pesquisa da Água e Atmosférica em um comunicado nesta terça-feira (16).


Um animal de águas profundas, o tubarão-fantasma é cientificamente conhecido como quimera, além de outros nomes, de acordo com o Shark Trust. O tubarão-fantasma está intimamente relacionado com tubarões e raias.


Eles são peixes cartilaginosos – com esqueletos compostos principalmente de cartilagem – e seus embriões crescem em cápsulas de ovos depositadas no fundo do mar. “Você pode dizer que este tubarão-fantasma nasceu recentemente”, disse Brit Finucci, cientista de pesca que fez parte da equipe que fez a descoberta.


“É bastante surpreendente. A maioria dos tubarões-fantasma de águas profundas são espécimes adultos conhecidos; recém-nascidos são raramente relatados, então sabemos muito pouco sobre eles”, acrescentou.


Foto: Dr Brit Finucci/NIWA

Últimas Notícias