Chuvas deixam 18 mortos, fazem rios transbordarem em São Paulo

30/01/2022


Em Várzea Paulista, cinco pessoas da mesma família morreram




As chuvas fortes que atingem São Paulo desde sábado causaram 18 mortes, informou o governador João Doria (PSDB). Os temporais também causaram deslizamentos de terra, transbordamento de rios e alagamentos.

Em Várzea Paulista, cinco pessoas da mesma família morreram após a casa em que moravam ser atingida por um desmoronamento. As vítimas são um casal, um bebê de um ano e duas crianças, uma de 10 e outra de 12 anos;

Em Embu das Artes, três pessoas de uma mesma família morreram após uma casa ser atingida por um deslizamento de terra, na madrugada deste domingo (30).

Segundo informações da Guarda Civil Municipal (GCM), as vítimas são uma mulher de 45 anos, e dois filhos - um de 4 anos e outro de 21 anos. Outras quatro pessoas de 14, 16, 19 e 20 anos que viviam no imóvel conseguiram escapar com a ajuda de vizinhos.

O deslizamento, ocorrido na rua Jatobá no Jardim Pinheirinho, atingiu duas residências. Uma das casas estava vazia e na outra as vítimas fatais. O Corpo de Bombeiros foi até o local com 13 veículos para fazer o atendimento e a retirada dos corpos.

Em nota, a Prefeitura de Embu das Artes afirmou que a fatalidade aconteceu por causa do "excesso de chuva e o rompimento de uma fossa." Segundo a Prefeitura, a área do deslizamento "é uma área particular, consolidada há 20 anos. A casa onde houve as vítimas já tinha 15 anos de construção."

Foram interditadas 16 casas no local, mas algumas famílias insistem em retornar ao local de risco, de acordo com a Prefeitura. A Defesa Civil faz o trabalho para tentar impedir o retorno.

Últimas Notícias