Cargos de liderança feminina na área acadêmica da Uninter crescem 14%

08/03/2022


Nos últimos três anos, o número de coordenadoras de cursos da Uninter subiu de 38,57% para 52,27%



A participação das mulheres em cargos de liderança na coordenação dos cursos da Uninter, uma das 10 maiores instituições de ensino superior do país e uma das cinco melhores empresas para se trabalhar no Paraná, cresceu 14% neste período pós pandemia. Em 2019, elas ocupavam 38,57% dos cargos e agora estão em 52,27% deles. Além disso, quando se analisa o quadro completo de funcionários da instituição entre academia e coorporativo, a força de trabalho feminina representa 60% do total de colaboradores.


“O crescimento da presença feminina em cargos de liderança na nossa instituição é uma conquista delas e deve ser comemorado diariamente por todos nós”, afirma o Gerente de Gestão de Pessoas, Joel Ziemann Ferruci. Segundo ele, as mulheres líderes estão há mais de 10 anos na empresa e foram conquistando novos postos, de maneira equilibrada e estruturada.


Na Uninter, a estrutura organizacional contempla cargos desde direção à coordenação e destacam-se duas diretoras de Escolas Acadêmicas, e outra coorporativa, Marlene Telles, Diretora Financeira. Marlene que compõem o quadro de diretores da instituição e que está há mais de 13 anos no Centro Universitário reforça que um dos pontos positivos da instituição é o ambiente de trabalho oferecido, fundamental para o crescimento das mulheres no quadro de funcionários. “A Uninter promove um ambiente ético e respeitoso com mecanismos institucionais que potencializam as nossas virtudes”, afirma.


“Na nossa empresa, sempre praticamos a inclusão e a diversidade, por meio de um modelo de meritocracia, que reconhece o capital intelectual”, ressalta Ferruci. Segundo ele, o processo de ascensão é transparente e ético. A Uninter investe em treinamentos e na educação formal, oferecendo aos seus funcionários cursos de graduação e de pós-graduação. “Aqui na empresa existem muitas oportunidades de carreira”.


Presença feminina no mundo

Dados do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira mostram que a presença feminina em cargos de liderança nas instituições de ensino superior cresce em média 5% ao ano. Hoje elas já somam 400 mil em atuação na educação superior pública e privada no Brasil e no âmbito geral já são mais de 40 milhões em atividade laboral, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).


Demais institutos de pesquisa demonstram que é uma tendência mundial a ampliação das mulheres em funções estratégicas e de liderança. A última edição da International Business Report (IBR) — Women in Business 2019, no Brasil, mostrou que o percentual de empresas com pelo menos uma mulher em cargos de liderança foi de 93% em 2019, contra os 61% registrados em 2018.


Estudo da Kantar – empresa líder global em pesquisa de mercado, também aponta o crescimento das mulheres em cargos de liderança pelo menos em 18 países, entre os anos de 2012 e 2020. De acordo com os números divulgados, a quantidade de mulheres em cargos de liderança dobrou, indo de 10% para 20%.

Últimas Notícias