Cantor Eduardo Araújo não é encontrado pela PF para depor

21/08/2021


Ação investiga incitação a atos violentos contra a democracia




O cantor e compositor da Jovem Guarda, Eduardo Araújo, não foi encontrado pela Polícia Federal nesta sexta-feira (20) durante mandado de busca e apreensão. A casa dele em Cotia, na Grande São Paulo, estava vazia.


O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, determinou que Eduardo Araújo fosse ouvido na investigação da PF que apura a participação de pessoas que usaram redes sociais para gravar e divulgar mensagens que incitam atos violentos e ameaças à democracia.


Até a última atualização desta reportagem, o cantor não havia sido localizado para comentar o assunto. Desde sexta, a GlobloNews e o G1 tentam contato com Eduardo Araújo.


De acordo com fontes da Polícia Federal, o imóvel do cantor estava à venda. Além da busca e apreensão no local, o mandado que agentes tentaram cumprir determinava que Eduardo Araújo prestasse depoimento. Como ele não foi encontrado na residência, os policiais fizeram um Termo Circunstanciado (TC) informando à Justiça Federal a razão de a busca não ter sido feita.


Na prática, quando isso ocorre, a Justiça costuma indicar um novo endereço para que os policiais o procurem e o intimem para ser ouvido.


Além de Eduardo Araújo, o cantor Sérgio Reis também foi alvo de busca e apreensão pelo STF. Uma casa de Sérgio Reis, que fica em Mairiporã, na Região Metropolitana de São Paulo, foi vistoriada por agentes da PF.


Últimas Notícias