Caetano Veloso faz show em Curitiba no dia 30 de julho

14/06/2022


Cantor e compositor se apresenta no Teatro Guaíra



Prestes a completar oito décadas de vida, em agosto, Caetano Veloso segue não só lançando trabalhos que dão o que falar como também se dedica a uma intensa agenda de shows. Nome consagrado da MPB, o cantor e compositor está na estrada com a turnê "Meu Coco", homônima ao seu mais recente disco – 13º de estúdio -, lançado no ano passado - o primeiro de inéditas do baiano em quase dez anos. Com realização da Prime, o artista desembarca com seu novo show em Curitiba no dia 30 de julho para uma apresentação histórica no palco do Teatro Guaíra (R. Conselheiro Laurindo, s/n) às 21h15.


Aclamado pela crítica e público, Meu Coco é o primeiro álbum de inéditas desde 2012, quando lançou o Abraçaço. A obra contém 12 faixas cujas letras refletem a pluralidade e a beleza do país, mesmo num momento de grandes dificuldades. Todas as músicas foram gravadas no primeiro semestre de 2021, contando com a participação de instrumentistas de diferentes gerações. Do disco saíram grandes hits, como “Anjos Tronchos”, “Não Vou Deixar”, "Sem Samba Não Dá" e "Você-Você".


O show tem direção musical dividida por Caetano com Lucas Nunes (guitarra, violão e teclados) e Pretinho da Serrinha (percussão). Alberto Continentino (baixo), Kainã do Jêje (bateria e percussão), Rodrigo Tavares (teclados, Glockenspiel e MPC) e Thiago da Serrinha (percussão, teclados Roland spd-s e bateria) completam a banda. A cenografia é assinada por Hélio Eichbauer, que vinha fazendo os cenários dos shows desde O Estrangeiro (1989), e deixou, antes de morrer repentinamente, um esboço cenográfico adaptado por Luiz Henrique, que foi assistente do cenógrafo.


Além das canções de Meu Coco, Caetano também tocará grandes clássicos do seu repertório que ajudam a contar a história da música brasileira.


Segundo Caetano, o show refere-se ao costume de divulgar um álbum novo com apresentações. “Um hábito, do tempo dos discos físicos”, comenta. “Mas não é a mesma coisa. No show, procuro juntar peças marcantes do álbum com obras que registrem momentos históricos do meu trabalho”, adianta o cantor.


Foto: Fernando Young/Divulgação

Últimas Notícias