Bolsonaro diz que não admitirá ser banido de redes sociais na campanha

11/01/2022


Presidente afirmou que eventual banimento na campanha eleitoral é “jogo baixo”



O presidente Jair Bolsonaro (PL) disse que não vai admitir um eventual banimento das redes sociais durante a campanha eleitoral de 2022, quando deve perseguir a reeleição.


Na visão dele, uma ação nesse sentido seria “jogo baixo” e representaria “jogar fora das quatro linhas” da Constituição. A expressão sobre as quatro linhas vem sido utilizada por Bolsonaro para indicar medidas autoritárias ou inconstitucionais.


“Me banir das redes sociais é jogar fora das quatro linhas. O jogo tem que ser realizado dentro das quatro linhas. Eu só posso dizer isso. A gente não pode admitir um jogo baixo dessa natureza. Aí não é uma disputa eleitoral dentro do critério democrático, é uma imposição. A gente não pode admitir isso daí. O bom senso se fará presente”, disse o mandatário em entrevista à Jovem Pan na noite de segunda-feira (10/1).


“Qual é a acusação contra mim? Que fake news tenho praticado nas minhas mídias? Não existe. Quando acontece equívoco, a gente se retrata”, continuou, criticando a imprensa na sequência.

Últimas Notícias